Mercado

Coronavirus: Ibovespa despenca e tem 3º circuit breaker na semana

0

O índice Bovespa (Ibovespa) abriu o pregão desta quinta-feira em forte queda, com baixas superiores a 10%. Com isso, o circuit breaker  foi acionado e a negociação, suspensa por 30 minutos. O mercado financeiro local reage às medidas de restrição de voos europeus aos Estados Unidos, pelo coronavirus, que derrubou bolsas europeias desde cedo.

A queda no Ibovespa chegou a 11,65%, chegando aos 75.247,25 pontos. Ontem, o Ibovespa encerrou o dia em baixa de 7,64%, aos 85.171,13 pontos. O circuit breaker já havia sido acionado nos pregões de segunda-feira e quarta-feira, após quedas de mais de 10% na B3.

Além da suspensão de voos, anunciada pelo presidente Donald Trump  na noite da última quarta-feira, a queda no Ibovespa também reflete a derrubada de um veto de Jair Bolsonaro pelo Congresso.

Veja mais: Ibovespa tem três dias de circuit breaker na mesma semana pela 1ª vez

Os parlamentares restabeleceram, na noite de ontem, o limite mínimo do Benefício de Prestação Continuada (BPC) a famílias que ganham até meio salário mínimo. O governo havia proposto que o benefício fosse pago a quem ganha, no máximo um quarto de salário mínimo. A equipe econômica estima que o veto gere um impacto anual de R$ 20 bilhões nas contas públicas.

Outro reflexo da instabilidade nos mercados acontece no dólar comercial. A moeda americana abriu o dia em forte alta e ultrapassou a cotação de R$ 5 pela primeira vez na história.

Mais cedo, o Banco Central Europeu (BCE) anunciou medidas de estímulo ao sistema financeiro da Europa para conter os impactos do coronavírus no continente.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Felipe Machado
Felipe Machado é editor na Suno Research. Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi repórter de Serviços no Valor Econômico e de Economia no site da Veja.