Internacional

Coronavírus: epidemia pode ir para qualquer direção, diz OMS

0

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quarta-feira (12) que não é possível prever quando o avanço do coronavírus será controlado. Segundo o diretor-geral da instituição, Tedros Adhanom Ghebreyesus, ainda faltam informações sobre a doença.

Conforme os dados divulgados pela OMS, 44.730 casos de coronavírus foram identificados na China. Somente no país asiático, 1.114 mortes foram registradas. Outros 24 países do mundo também registraram 441 casos, com uma morte.

A entidade informou que por conta da quarentena em Wuhan, epicentro da epidemia, o número de casos em outros países está diminuindo. Isso porque somente 22% dos pacientes que possuem o vírus não estiveram na China.

Ghebreyesus disse que o número indica que o ritmo de contágio não parece ser agressivo fora do país asiático. No entanto, o diretor salientou que é importante agir de forma rápida para evitar consequências globais.

“O surto ainda pode ir para qualquer direção”, afirmou o diretor-geral da organização.

Segundo a cientista-chefe da organização, Soumya Swaminathan, quatro vacinas já estão em desenvolvimento para combater a epidemia. Swaminathan declarou que as imunizações serão testadas em seres humanos em cerca de três ou quatro meses. Contudo, a cientista informou que a vacina só ficará pronta em no mínimo 18 meses.

Empresas impactadas pelo coronavírus

O presidente da China, Xi Jinping, prometeu que cortará os impostos das empresas impactadas pela epidemia do coronavírus, em uma tentativa de sustentar a economia do país.

Saiba mais: Coronavírus: Xi Jinping diz que cortará impostos de empresas impactadas pela epidemia

De acordo com o banco norte-americano J.P. Morgan, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês, que antes deveria ser de 4,9% no primeiro trimestre de 2020, deverá ser de 1%, devido à influência do coronavírus.

O presidente da segunda maior potência econômica do planeta, que também é secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista chinês, liderou uma reunião de emergência do partido para estabelecer medidas de controle do surto.

A declaração de Xi vem à tona após relatos de contínuos prejuízos de lojas, fábricas e empresas em decorrência das fortes medidas estipuladas pelo governo para conter a propagação do coronavírus.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.