Internacional

Coronavírus: Cirque du Soleil pode declarar falência

0

Nessa quinta-feira (26) foi anunciado que o Cirque du Soleil  pode declarar falência por cancelamentos de espetáculos devido a pandemia do coronavírus.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que para evitar que o coronavírus se espalhasse ainda mais, era indicado evitar aglomerações. Desse modo, o Cirque du Soleil viu a necessidade de cancelar seus espetáculos.

A Cirque du Soleil Entertainment Group é quem controla o grupo, entretanto possui um total de US$ 900 milhões (R$4.5 bilhões) em dívidas. Segundo a Reuters, a empresa teve que demitir cerca de 95% de seus funcionários após a crise.

Olimpíada é adiada por causa do coronavírus

Diversos festivais e eventos também foram afetados pela pandemia, inclusive as Olimpíadas.

A Olimpíada 2020 foi adiada para o próximo ano. O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou na última terça-feira (24) que os jogos, que aconteceriam em Tóquio, foram adiados para 2021.

A decisão foi anunciada após a reunião entre Abe e o Comitê Olímpico Internacional (COI). O evento ocorreria entre 24 de julho e 9 de agosto deste ano, porém, devido à gravidade do coronavírus os jogos foram adiados. No anúncio o COI e Abe afirmam que o evento será realizado, no máximo, até o ano que vem.

Muitos eventos esportivos estão tendo suas datas alteradas em decorrência da crise da Covid-19, e pela primeira vez em 124 anos os Jogos Olímpicos terão que ser adiados.

Saiba mais: Bolsa em queda livre!? Aproveita as maiores oportunidades da bolsa brasileira com nosso acesso Suno Premium

A OMS ainda afirmou que a pandemia está acelerando. De acordo com o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, foram necessários 67 dias até que 100 mil pessoas estivessem infectadas com o coronavírus no mundo. Entretanto, em somente 11 dias o número chegou a 200 mil. Além disso, o número saltou para 300 mil infectados com quatro dias.

“Mas não somos prisioneiros das estatísticas. Não somos espectadores impotentes. Podemos mudar a trajetória da pandemia do coronavírus. Os números são importantes porque não são apenas números. São pessoas cujas vidas e famílias foram viradas de cabeça pra baixo”, afirmou Ghebreyesus.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Laura Moutinho
Estagiaria na Suno Notícias, escreve notícias que afetam o mercado financeiro. Estuda administração na Universidade Presbiteriana Mackenzie.