Minério de ferro volta a subir, negociado a 793,5 iuanes a tonelada

Minério de ferro volta a subir, negociado a 793,5 iuanes a tonelada
O minério de ferro voltou a subir nesta quinta. Os contratos futuros encerraram o pregão negociados a 793,5 iuanes/tonelada.

O minério de ferro voltou a subir nesta quinta-feira (22). Os contratos futuros da commodity, negociados na Bolsa de mercadorias de Dalian, na China, encerraram o pregão negociados a 793,5 iuanes a tonelada, com um ganho de 3,5 iuanes por tonelada, após uma alta de 0,44%.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A cotação do minério de ferro acompanha os preços firmes do mercado físico, embora haja a expectativa de maior oferta das mineradoras nos próximos meses. “Não há muito espaço para os preços futuros caírem, embora esperemos mais embarques no futuro, especialmente porque a demanda por aço ainda está boa”, disse um trader à agência de notícias “Reuters”, na última quarta-feira (21).

A produção de minério de ferro bruto na China caiu 3,8% em setembro, em comparação ao mesmo mês do ano anterior, para 73,48 milhões de toneladas. As informações foram divulgadas pelo National Bureau of Statistics, na última terça-feira (20).

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Os contratos futuros do petróleo, por sua vez, também operam em alta na manhã desta quinta-feira, após o tombo da última quarta-feira. Os investidores demonstram passam a digerir melhor a surpresa com o anúncio de estoques da commodity nos Estados Unidos. Era esperado uma queda de 1,2 milhão de barris nos estoques norte-americanos, mas foi constatado um corte de 1,002 milhão. Os investidores passaram a se preocupar com mais uma onda de ampla oferta no mercado global.

Por volta das 8h55, o contrato futuro do barril de petróleo Brent avançava 0,84%, para US$ 42,06, enquanto o preço do barril de West Texas Intermediate (WTI) subia 0,82%, para US$ 40,34.

A pressão sobre o petróleo é estimulada em razão do aumento dos casos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), principalmente na Europa. As infecções na Alemanha saltaram para um recorde e o ministro da Saúde da Espanha afirmou que a disseminação do vírus está fora de controle em certas partes do país. As hospitalizações nos Estados Unidos atingiram a máxima dos últimos dois meses.

Já os contratos futuros do ouro apresentam leves perdas nesta manhã, após encerrarem o pregão da última quarta-feira (19) com uma alta de 0,74%. Por volta das 9h, os contratos futuros eram negociados a US$ 1.916,85 a onça-troy, com uma baixa de 0,66%, com base na divisão Comex da Bolsa de Mercadorias de Nova Iorque (Nymex).

Veja os desempenho dos mercados, às 9h:

  • Petróleo WTI: +0,77%, a US$ 40,34;
  • Petróleo Brent: +0,84%, a US$ 42,08;
  • Futuros do ouro: -0,65%, a US$ 1,916.95 a onça-troy;
  • Futuros do minério de ferro: +0,44%, 793,5 iuanes por tonelada, equivalente a US$ 118,77 (nas últimas 24 horas).

No que se refere ao mercado interno, vale salientar que a Vale (VALE3) divulgou na noite da última segunda-feira (19) que elevou sua produção de minério de ferro em 2,3% no terceiro trimestre na comparação anualizada, para 88,7 milhões de toneladas da commodity. O resultadoequivale a uma alta de 31,2% sobre o período entre março e junho.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião