Negócios

Grupo de 200 clientes fará manifestação contra Atlas Quantum, diz site

0

Aproximadamente 200 clientes devem fazer uma manifestação na sede da Atlas Quantum, localizada em São Paulo, no dia 18 de outubro. As informações são do site “Livecoins”.

O grupo começou a organizar a manifestação contra a Atlas Quantum pela internet. Isso porque diversas pessoas estavam tendo problemas para receber pagamentos na plataforma da empresa.

“Não existe um prazo para pagar os clientes, queremos saber o que realmente aconteceu e porque travaram os fundos dos clientes”, disse o organizador do evento.

O manifesto contra a empresa, que está sofrendo acusações por suposta pirâmide financeira, tem como intuito priorizar os nomes que estão a frente da organização do evento. Ou seja, os organizadores da manifestação querem que seus saques sejam realizados com urgência.

Veja também: Unick Forex contrata escritório para negociar com clientes

Em resposta ao portal Livecoins, a Atlas Quantum afirmou que respeita qualquer manifestação democrática pacífica.

ReclameAQUI

A empresa recebeu, nesta semana, o status de “não recomendada” no site ReclameAQUI. A Atlas conta com 816 reclamações não respondidas no site. Além disso, a primeira página de reclamações, até o momento da publicação desta matéria, era apenas sobre atraso nos saques dos clientes.

Veja também: Unick Forex anuncia que somente irá pagar por meio de acordos extrajudiciais

Atlas Quantum é condenada a reembolsar R$ 500 mil a cliente

Envolvida em diversos processos judiciais por não cumprir o que promete, a Atlas Quantum foi condenada a pagar mais um cliente. A companhia que trabalha com criptomoedas tinha apenas 48 horas para cumprir a decisão liminar da Justiça de São Paulo. O valor do reembolso pedido pelo cliente era de R$ 518.336,93.

O cliente Marcos Vinicius Vieira da Silva entrou na justiça contra a Atlas Quantum após não conseguir efetuar saques e ficar sem respostas sobre o recebimento de sua aplicação em serviços de criptomoedas da empresa.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.