Claro Brasil tem grande influência em melhora de resultados da América Móvil

Claro Brasil tem grande influência em melhora de resultados da América Móvil
Claro (divulgação)

O grupo mexicano América Móvil conseguiu resultados crescentes neste segundo trimestre, graças a ajuda da brasileira Claro Brasil. O lucro líquido da empresa no segundo trimestre deste ano, divulgado na última quarta-feira (17), foi de US$ 1,9 bilhões em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa de Carlos Slim detém, no Brasil, três grandes marcas:

  • Claro;
  • Net;
  • Embratel.

A contribuição da Claro Brasil para a América Móvil é notória. A empresa conseguiu acrescentar 837 mil clientes aos planos pós-pago. Dessa forma, a receita da área subiu em 11,2%.

O desempenho nestes três meses foi o melhor registrado, em comparação aos dos outros anos, desde 2015.

A receita líquida da Claro Brasil foi de R$ 9,03 bilhões, neste segundo trimestre do ano. A alta foi de 1,2%.

Veja também: Alpargatas vende filiais na Argentina e deixa segmento têxtil 

Receita da Claro Brasil

A receita no ramo de telefonia móvel da Claro Brasil teve um aumento de 7,8%. O mês de junho terminou com 56,43 milhões de clientes no setor, entre assinantes pós-pago e pré pago.

Se nos serviços de telefonia a Claro teve alta, nos fixos foi o contrário. A empresa teve uma baixa de 2,5% na receita que inclui assinantes de TV e internet banda larga.

O presidente da América Móvil, Daniel Hajj, disse que a companhia está perdendo assinantes de TV por conta dos serviços de streaming. “No mundo todo, as pessoas querem ter menos canais de TV, mais banda larga e outros serviços de streaming”, disse.

Claro e NET

A Claro passará a ter os produtos e serviços da NET. A medida faz parte de uma ação, que teve início no dia 11 de julho, do grupo mexicano América Móvil. A operação também deve afetar parte dos serviços da Embratel.

Entretanto, apesar das mudanças, a Embratel permanecerá atuando, porém com foco em serviços de tecnologia da informação oferecidos principalmente para empresas e grandes instituições. O objetivo é juntar, em uma marca só, serviços que antes estavam separados em diferentes companhias.

Com a junção, os nomes dos serviços também devem mudar em breve. A NET Vírtua, por exemplo, passará a se chamar Claro NET Virtua.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião