China rebate retaliação dos EUA em relação aos apps TikTok e WeChat

China rebate retaliação dos EUA em relação aos apps TikTok e WeChat
China e EUA travam nova disputa comercial.

A China anunciou novas medidas contra empresas estrangeiras de tecnologia, neste sábado (19). O novo mecanismo comunicado pelo país asiático lhe permitirá autorizar, ou não, companhias de fora. A medida acontece após Washington anunciar o banimento dos populares aplicativos chineses TikTok e WeChat, a partir deste domingo (20). As informações são da “Agence France-Presse (AFP)”.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

O anúncio foi feito através do Ministério do Comércio da China. As empresas que tiverem suas atividades julgadas como “ameaças” ao país asiático receberão sanções. Companhias que “ataquem a soberania nacional da China e seus interesses em termos de segurança e de desenvolvimento” ou que violem “as regras econômicas e comerciais internacionalmente aceitas” não poderão atuar no país, segundo o ministério. As autoridades chinesas, entretanto, não apontaram nenhum empresa específica.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A lista criada pela China de “entidades não confiáveis” é considerada uma forte defesa de Pequim em relação a “guerra tecnólgica” com os Estados Unidos. O governo do presidente norte-americano, Donald Trump, nos últimos meses, travaram uma discussão para retirar a Huawei do país e, mais recentemente, anunciou o banimento do TikTok e do WeChat do mercado norte-americano.

As novas medidas da China em relação a empresas estrangeira foi anunciada neste sábado (19), um dia depois do Departamento do Comércio dos Estados Unidos ter aumentado a pressão ao ordenar a proibição do aplicativo TikTok na loja de apps online dos celulares e também o bloqueio efetivo do aplicativo WeChat.

As medidas impostas pela China podem gerar multas contra as empresas estrangeiras, proibição de operações comerciais e investimentos no país asiático, e também restrições à entrada de equipamentos no local. O ministério do Comércio da China afirmou que essas novas imposições afetarão “empresas estrangeiras, outras organizações e indivíduos”.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião