Centauro (CNTO3): Grupo SBF nega ter protocolado qualquer pedido de oferta de ações

Centauro (CNTO3): Grupo SBF nega ter protocolado qualquer pedido de oferta de ações
Parte interna de loja da Centauro. (foto: divulgação)

O Grupo SBF, controlador da Centauro (CNTO3), informou, em comunicado ao mercado na noite da última quarta-feira (23), que não protocolou qualquer pedido de registro de oferta de ações, e também não está realizando ou projetando a realização de qualquer operação desta natureza, seja da própria empresa ou de outra controlada. A justificativa ocorre após a empresa observar notícias em “determinadas matérias jornalísticas” sobre um suposto pedido de registro de oferta de ações.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A empresa esclareceu que a única movimentação feita nos últimos dias foi a da SBF Comércio de Produtos Esportivos, controlada da companhia, que realizou pedido de registro de companhia aberta na categoria B na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O pedido, de acordo com o controlador da varejista especializada no comércio de itens esportivos, foi realizado seguindo todas as obrigações contratuais assumidas no âmbito da primeira emissão de debêntures simples da SBF Comércio de Produtos Esportivos.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

De acordo com o grupo que controla a Centauro, a regulamentação aplicável afirma que “emissores registrados como companhia aberta na categoria B da CVM não estão autorizados a negociar ações em bolsa e, portanto, não estão elegíveis a realizar uma oferta pública de ações”.

O comunicado assinado pelo Diretor de Relações com Investidores, José Luís Magalhães Salazar, destaca que a companhia “manterá seus acionistas e o mercado informado nos termos das legislação e regulamentação
aplicáveis”.

Compra da Nike do Brasil pelo dono da Centauro

O Grupo SBF comunicou ao mercado, em agosto, que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a compra das operações da Nike no Brasil, sem restrições, pelo grupo controlador da Centauro.

O grupo controlador da Centauro adquiriu a operação da Nike no Brasil em fevereiro deste ano. O acordo foi fechado por R$ 900 milhões. O negócio engloba a gestão do comércio eletrônico da companhia norte-americana no Brasil, além do controle de 24 unidades físicas Nike Factory e aproximadamente 15 lojas parceiras.

Com informações do Estadão Conteúdo

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião