Cemig (CMIG4): limitação de recursos é entrave para investimentos, diz Zema

Cemig (CMIG4): limitação de recursos é entrave para investimentos, diz Zema
O governador afirmou que é preciso estudar alternativas para que a Cemig (CMIG4) possa realizar investimentos

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), declarou nesta sexta-feira (7) que é preciso estudar alternativas para que a Cemig (CMIG4) possa realizar investimentos, em razão das dificuldades financeiras que o estado passa.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

O mandatário, no entanto, não citou quais alternativas estariam à disposição do governo mineiro para acelerar os investimentos na Cemig, evitando também abordar o plano de privatização da companhia. Zema participa de um evento organizado pela própria Companhia Energética de Minas Gerais, que também conta com a participação do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

“A atual gestão [da Cemig] tenta fazer investimentos na maior velocidade possível, mas a limitação de recursos é entrave, seria necessário muito mais do que aquilo que a empresa consegue, mas o que está ao nosso alcance está sendo feito”, afirmou o governador.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Há produtos rurais e indústrias no Estado de Minas Gerais que não conseguem ser integralmente atendidos em sua demanda por energia elétrica pela estatal, fazendo, dessa forma, o uso de geradores a diesel, informou Zema. Isso, segundo o mandatário, “gera uma oportunidade gigantesca” para a companhia ampliar a venda de energia e o seu faturamento.

Por outro lado, o governador citou que os investimentos podem ser limitados pelas condições de endividamento de Minas Gerais. “Quanto isso acontece, os sócios realizam aporte, mas um estado que sequer paga a folha do funcionalismo em dia, não consegue”, salientou.

Zema critica efeito de gestões anterior sobre Cemig

Nesse sentido, o político criticou as gestões anteriores governo mineiro e pontuou que o Estado de Minas Gerais nos últimos anos “em vez de contribuir com a empresa, o que mais fez foi exauri-la financeiramente, fazendo com que fosse perdendo a capacidade de investimento”.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião