CCR (CCRO3) aprova pagamento de R$ 373,243 mi em dividendos

CCR (CCRO3) aprova pagamento de R$ 373,243 mi em dividendos
A CCR (CCRO3)  pagará, no dia 30 de outubro, dividendos no valor total de R$ 373.243.684,87 milhões

A CCR (CCRO3)  comunicou aos acionistas nessa segunda-feira (28) que pagará, no dia 30 de outubro, dividendos no valor de R$ 373.243.684,87 milhões. O montante equivale a pouco mais que R$ 0,184 por ação ordinária da companhia.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Além disso, o aviso aos acionistas destaca que terão direito ao recebimento dos dividendos, os titulares de ações ordinárias da CCR na base acionária de 1 de outubro desse ano. Nesse sentido, os papeis serão negociados ‘ex-dividendos’ a partir do dia 2 de outubro de 2020.

Contudo, a ata da reunião do conselho de administração da companhia salienta que Luiz Alberto Rosman questionou a natureza do lucro contábil que baseará o pagamento. Para ele, parte deste lucro seria somente potencial, já que seria decorrente de ganhos por compra vantajosa e remuneração de participações societárias da CCR.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Frente a isso, o diretor jurídico da companhia, Roberto Penna, por sua vez, afirmou que o pagamento poderia ser feito com base nos lucros de exercícios anteriores.

Em relação a situação financeira da companhia, considerando os impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o diretor vice-presidente de Gestão Corporativa, Eduardo de Toledo, apresentou uma situação de caixa “confortável”, frente às obrigações contratadas para 2021 e 2022.

De acordo com a ata, após os questionamentos serem respondidos, os conselheiros aprovaram a distribuição dos dividendos.

Resultados da CCR no 2T20

A CCR apresentou um prejuízo líquido de R$ 142 milhões no segundo trimestre de 2020. Trata-se de uma reversão dada o lucro líquido de R$347 milhões no mesmo período no ano passado.

O tráfego consolidado apresentou decréscimo de 18,2%, na comparação de base anual. Excluindo-se a ViaSul, houve queda de 22,1% no período.  O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 853,6 milhões no segundo trimestre, apresentando retração de 38,1%. A margem Ebitda totalizou 48,3%.

O resultado financeiro líquido da CCR totalizou um prejuízo de R$ 241 milhões, queda de 23,7%, quando comparado com segundo trimestre de 2019.

Com informações do Estadão Conteúdo

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião