Carteira recomendada: corretoras alteram ações indicadas para julho

Carteira recomendada: corretoras alteram ações indicadas para julho
carteira recomendada semanal

Corretoras e gestoras do Brasil divulgaram nesta semana as novas ações indicadas para compor a carteira recomendada mensal de cada instituição para o mês de julho. A crise causada pelo coronavírus (covid-19) ainda dá o tom das indicações e das preocupações dos agentes do mercado.

As carteiras recomendas são portfólios criados por corretoras e gestoras com ações com um alto potencial de valorização durante um período. Dentre as corretoras que indicaram novos papéis aos investidores estão Guide, Mirae e XP. Confira:

Mirae troca apenas JBS por Banco Inter

A Mirae Asset realizou apenas uma troca em sua carteira recomendada mensal para julho. A gestora informou que optou por trocar as ações da JBS (JBSS3) por Banco Inter (BIDI11).

De acordo com os analistas da Mirae, o mercado irá voltar as atenções para uma possível segunda onda de contágio causado pelo novo coronavírus (covid-19) que pode afetar a economia global.

A carteira conta com Banco do Brasil (BBAS3), Banco Inter (BIDI4), BRF (BRFS3), Magazine Luiza (MGLU3), MRV (MRVE3), Petrobras (PETR4), Randon (RAPT4), Rumo (RAIL3), Vale (VALE3) e Via Varejo (VVAR3).

Guide faz cinco trocas em carteira

A Guide informou que realizou cinco trocas para a carteira recomendada de julho. A corretora afirmou que, no momento, o foco é comprar companhias que estejam correspondendo de forma positiva a crise causada pelo coronavírus (covid-19).

Veja Também: CVM investiga Harrison Investimentos por crime contra sistema financeiro

A corretora optou por retirar as ações do Bradesco (BBDC4), BRF (BRFS3), Centauro (CNTO3), Sanepar (SAPR11) e Totvs (TOTS3).

No lugar, a Guide opta, para julho, pelas ações da B2W (BTOW3), BTG Pactual (BPAC11), Cyrela (CYRE3), Locaweb (LWSA3) e Sabesp (SBSP3).

XP altera duas ações em carteira recomendada

A XP Inc. (NASDAQ: XP) alterou duas ações em sua carteira recomendada mensal em relação ao mês de junho. A empresa retirou as ações da JBS (JBSS3) e da Suzano (SUZB3) e incluiu os papéis da Gerdau (GGBR4) e B3 (B3SA3).

De acordo com a XP, a Gerdau sofreu menos durante a crise e, como a atividade civil é considerada atividade essencial, deve ter uma boa recuperação.

Já a B3 deve surfar a continuidade da chegada de novos investidores graças a queda da taxa básica de juros (Selic) a níveis historicamente baixos.

Neste ano, a carteira mensal da XP acumula queda de -33,%, enquanto que o Ibovespa, principal índice acionário da B3, a Bolsa de Valores de São Paulo, registra queda de -17,8%.

A carteira recomendada mensal da XP agora conta com os papéis da BBAS3, CESP6, GGBR4, IGTA3, EZTC3, LAME4, RENT3, VALE3 e VIVA3.

Vinicius Pereira

Compartilhe sua opinião