Economia

Carrefour (CRFB3) tem queda nas ações e aumento no fluxo

0

O Carrefour (CRFB3) e o Pão de Açúcar enfrentam uma queda no valor de suas ações mesmo com o aumento do fluxo nos supermercados da grande São Paulo.

De acordo com a Associação Paulista de Supermercados (Apas) os supermercados paulistas, incluindo o Carrefour se depararam com um aumento de 18% no fluxo nos últimos dias.

A Apas tem a função de manter os consumidores e os comerciantes informados sobre a situação de toda cadeia produtiva.

Saiba mais: Cade investiga aumento de preço de produtos farmacêuticos

Embora a crise do coronavírus tenha causado uma alta nos movimentos dos mercados, pois os consumidores temem a falta de produtos no futuro, a associação informou que não há falta de produtos em geral.

Ainda que a cadeia produtiva esteja operando normalmente, o álcool em gel teve um aumento na demanda, e consequentemente um aumento em seus preços.

Após uma pesquisa feita com as redes de supermercados, sobre o comportamento dos consumidores no, o presidente da entidade, Ronaldo dos Santos, informou que toda rede de abastecimento está organizada para que não haja falta de produtos em todo estado de São Paulo.

Ele acrescentou que pode haver faltas específicas nos supermercados, mas esses tem se trabalhado para providenciar os produtos com rapidez.

Ronaldo dos Santos ainda salientou que os consumidores não precisam correr aos supermercados e que devem consumir com consciência pensando na coletividade.

Ações do Carrefour em queda

Assim como a Bolsa de Valores de São Paulo (B3), o Carrefour também assistiu suas ações caírem.

Nesta quarta-feira (18), por volta das 13h18, o Ibovespa acionou o mecanismo de circuit breaker pela sexta vez nas últimas duas semanas.

A queda da Bolsa chegou a 10,26%, a 66.961,15 pontos, e as atividades foram paralisadas por 30 minutos.

As variações que o mercado financeiro enfrenta atualmente, podem ser atribuídas à pandemia do coronavírus que tem afetado as Bolsas de Valores por todo o mundo.

O Carrefour viu suas ações caírem 4,6% após o acionamento do circuit breaker esta tarde.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Laura Moutinho
Estagiaria na Suno Notícias, escreve notícias que afetam o mercado financeiro. Estuda administração na Universidade Presbiteriana Mackenzie.