Caixa Seguridade reporta lucro líquido de R$ 320 mi no 4T19

Caixa Seguridade reporta lucro líquido de R$ 320 mi no 4T19
Coronavoucher: pedidos serão analisados em 20 dias

A Caixa Seguridade, subsidiária da Caixa Econômica Federal, registrou um lucro líquido de R$ 319,9 milhões no quarto trimestre do ano passado. Em comparação com o mesmo período do ano anterior, o valor representa uma queda de 24,8%.

Já em relação ao intervalo de julho a setembro de 2019, o resultado representa uma retração de 27,2% nos ganhos da empresa. No acumulado do ano, a Caixa Seguridade lucrou R$ 1,53 bilhão, crescimento de 40% na comparação anualizada.

A companhia informou que seu lucro pro-forma foi de R$ 474 milhões, o que equivaleria a uma alta de 11,5% frente ao mesmo período de 2018. Esse volume desconsidera, dentre outros aspectos, um impacto de R$ 63,9 milhões referentes à revisão do preço cobrado pela Caixa na comercialização dos produtos de seguridade.

Confira a agenda de resultados corporativos do 4º trimestre de 2019

O faturamento da subsidiária apresentou uma alta anula de 17,3% no período de outubro a dezembro, atingindo R$ 563 milhões. No acumulado de 2019, a receita operacional foi de R$ 2 bilhões, crescimento de 20%.

A participação de mercado (market share) da empresa foide 12% no quarto trimestre. Em 2018, no mesmo período, era de 9,9%. Já o Retorno sobre Patrimônio Líquido (ROE, na sigla em inglês) ficou em 34,5%.

Em preparação para o IPO da Seguridade, Caixa escolhe bancos para coordenarem a oferta

Segundo a agência de notícias “Reuters”, a Caixa estima que o IPO de sua subsidiária valerá entre R$ 50 bilhões e R$ 60 bilhões na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). Além da própria Caixa e do Morgan Stanley, que será o coordenador da oferta, as demais instituições financeiras participantes serão:

De acordo com fontes próximas a operação, a instituição já está organizando um calendário para a criação de reuniões com investidores para que o ativo seja precificado.

O mercado espera que o IPO da instituição supere ou fique no mesmo patamar do BB Seguridade. A unidade de seguros do Banco do Brasil levantou R$ 11,5 bilhões na B3, há 7 anos.

Vale destacar que esta não é a primeira vez que a estatal tenta realizar o IPO da Caixa Seguridade. Há cerca de 3 anos, a instituição financeira chegou a estimar uma oferta no mercado, porém, o resultado que esperava pelo negócio não foi satisfatório, e a abertura de capital não aconteceu.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião