Negócios

Caixa registra lucro líquido de R$ 3,92 bilhões no primeiro trimestre de 2019

0

A Caixa Econômica Federal registrou lucro líquido de R$ 3,92 bilhões no primeiro trimestre de 2019. Em comparação de mesmo período do ano anterior, esse valor é equivalente a alta de 22,9%.

Conforme a Caixa, essa alta foi impulsionada por maiores receitas de prestação de serviços e da estabilidade da margem financeira em relação ao ano anterior. Por sua vez, o lucro líquido recorrente, desconsidera efeitos extraordinários, registrou aumento de 5,8% nos primeiros três meses, total de R$ 3,87 bilhões.

Além disso, a instituição informou que houve uma redução de R$ 849,3 milhões nas despesas administrativas, em comparação ao primeiro trimestre de 2018.

“Entre outras ações de economia, estão previstas a devolução de 77 prédios comerciais utilizados pela Caixa no País, que devem proporcionar uma economia estimada de R$ 200 milhões por ano. Além disso, está aberto novo Programa de Desligamento Voluntário (PDV), com o público alvo de 3,5 mil empregados. A estimativa é que o programa gere economia anual de R$ 716,1 milhões com o payback em 16 meses”, afirmou a Caixa.

Resultados

De acordo com o banco, a sua carteira de crédito teve recuo de 1,2% para R$ 685,8 bilhões, devido a queda nos empréstimos corporativos e para pessoas físicas.

Conforme a instituição, a Caixa passou a priorizar a concessão de crédito para os “segmentos ligados a microempresa, fomento de crédito imobiliário e ampliação das operações para a classe média através de recursos da poupança e aumento da carteira de crédito consignado“.

Saiba Mais: Caixa venderá as ações ordinárias que possui da Petrobras

As despesas com provisão para créditos de liquidação duvidosa tiveram crescimento de 24% em comparação anual. Esse valor é correspondente a R$ 2,8 bilhões. Por sua vez, o retorno sobre o patrimônio líquido registrou aumento de 15,8% no primeiro trimestre.

Já a carteira de crédito imobiliário, totalizou R$ 447 bilhões, valor equivalente ao crescimento de 3,3%. Desse valor, R$269,9 bilhões foram concedido ao FGTS e os outros R$ 177,5 bilhões foram destinado a caderneta de poupança.

A Caixa Econômica Federal é líder no mercado de crédito imobiliário, nos primeiros três meses registrou alta de 0,3%, somando 68,8% de participação.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.