Negócios

Caixa pretende expandir linhas de financiamento imobiliário em 2020

0

A Caixa Econômica Federal anunciou, nesta sexta-feira (10), que vai expandir as linhas de negócio relacionadas ao financiamento imobiliário em 2020. Atualmente, o banco é responsável por cerca de 60% do setor de crédito imobiliário do Brasil.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, ampliação do segmento imobiliário é uma forma de aumentar a receita do banco em meio a recuperação econômica do País.

Neste ano, o banco espera crescimento de 30% nas concessões de crédito destinadas a compra de imóveis residenciais.

Além disso, a instituição financeira pretende expandir o home equity, que consiste em uma forma de crédito em que um imóvel é utilizado como garantia. “Isso pode nos ajudar a ampliar o relacionamento com muitos dos nossos clientes”, afirmou o presidente do banco estatal.

O banco desenvolverá ainda o financiamento para os imóveis que foram retomados por conta de inadimplência. Neste caso, a Caixa possui cerca de 70 mil imóveis que estão avaliados em cerca de R$ 5 bilhões. “Achamos que podemos ganhar mais financiando a compra deles”, afirmou Guimarães.

A expectativa é que em março deste ano o banco lance uma linha imobiliária prefixada. A nova linha terá um prazo de financiamento de 30 anos, com uma taxa de juros de 6,5% ao ano. Segundo Guimarães, com os novos modelos a Caixa simplificará o acesso ao crédito imobiliário no Brasil.

Redução dos juros do crédito imobiliário da Caixa

Em dezembro, a Caixa anunciou nova redução de juros para o crédito imobiliário e o cheque especial. O crédito para imóveis passa de Taxa Referencial (TR) + 6,75% ao ano para TR +6,50% ao ano.

Saiba mais: Caixa anuncia redução de juros para crédito imobiliário e cheque especial

O cheque especial da conta salário a tarifa vai apresentar uma queda de apenas 0,04 ponto percentual. A taxa vai passar de 4,99% ao mês para 4,95% a.m. Por sua vez, para os clientes sem pacote de relacionamento com o banco a taxa vai passar de 8,99% ao mês para 8,00%. Essa tarifa entrará em vigor no dia 2 de janeiro de 2020.

A Caixa salientou ainda que, no crédito imobiliário, a redução abrange tanto as concessões pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), quanto o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) e atinge ainda financiamentos de imóveis residenciais com saldo devedores atualizados pela TR.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.