Caged: Brasil gerou 644 mil vagas com carteira assinada em 2019

Caged: Brasil gerou 644 mil vagas com carteira assinada em 2019
Caged: Brasil gerou 644 mil vagas com carteira assinada em 2019

Em 2019, foram criadas 644.079 vagas com carteira assinada no Brasil. A leitura reporta o melhor resultado anual desde 2013. À época, foram gerados 1,1 milhão de postos de trabalho formais. As informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Ministério da Economia.

No final do ano passado, antes da divulgação oficial do Caged, o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, estimou um saldo de pelo menos 635,5 mil novos postos de trabalho formais. Dessa forma, o resultado superou a expectativa da pasta econômica.

Confira: Confiança do empresário é a maior desde junho de 2010, aponta CNI

Dezembro confirmou a tendência de fechamento de postos de trabalho após as contratações temporárias de final de ano, para suprir a demanda excedente do mercado. Foram encerrados 307.311 postos com carteira assinada no País. O saldo do último mês do ano foi o melhor desde 2005, quando 286.719 vagas foram extintas.

O comportamento do trabalho no mês passado ficou acima do esperado pelo mercado financeiro. Segundo a agência de notícias “Bloomberg”, os especialistas previam o corte de 324 mil contratos formais em dezembro.

O Ministério da Economia salientou que, em 2019, todos os oito ramos de atividade reportaram saldo positivo na criação de empregos. São eles:

  • Serviços (382.525 vagas criadas)
  • Comércio (145.475 vagas criadas)
  • Construção Civil (71.115 vagas criadas)
  • Indústria de Transformação (18.341 vagas criadas)
  • Agropecuária (14.366 vagas criadas)
  • Serviços Industriais de Utilidade Pública (6.430 vagas criadas)
  • Extrativa Mineral (5.005 vagas criadas)
  • Administração Pública (822 vagas criadas)

Todas as cinco regiões do Brasil também apresentaram um desempenho positivo no mercado de trabalho no ano passado. O melhor resultado foi para a região Sudeste, com 318.219 novas contratações com carteira assinada. Já na região Sul, foram 143.273 postos.

Segundo as informações do Caged, em 2019, o salário médio de contratação foi de R$ 1.626,06, ao passo que o salário médio das demissões foi de R$ 1.791,97.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião