BTG Pactual vai manter marca e operação da Necton independentes

BTG Pactual vai manter marca e operação da Necton independentes
Fachada com logo do BTG Pactual (foto: divulgação)

O Banco BTG Pactual (BPAC11) confirmou há pouco a compra da corretora Necton por R$ 348 milhões, que havia sido noticiada mais cedo, e afirmou que sua intenção é manter a marca e a operação da Necton independentes.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

De acordo com comunicado entregue à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a aquisição faz parte da estratégia de expansão no segmento de varejo de investimentos. O banco destacou que o fechamento da operação está sujeito à obtenção de todas as aprovações regulatórias necessárias, inclusive do Banco Central.

Necton Investimentos possui mais de 40 mil clientes, além de cerca de R$ 16 bilhões em ativos sob custódia. Já o BTG, em agosto, possuía R$ 120 bilhões em ativos sob custódia, de acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

No mês passado, o BTG anunciou o lançamento do BTG+, a plataforma digital de varejo com todos os serviços para pessoas físicas. Além disso, anunciou BTG+ Business, voltado à oferta de serviços para pequenas e médias empresas (PMEs). O banco tem como intuito oferecer um serviço completo aos seus clientes, para que eles possam fazer o uso diversificado dos produtos oferecidos nas plataformas.

A Necton Corretora possui dois anos de mercado. A empresa foi fundada a partir da fusão entres outras duas corretoras, a Spinelli e a Concórdia.

Recentemente, o BTG Pactual divulgou outras duas aquisições. Uma delas foi a uma participação na EQI Investimentos, é um escritório de agentes autônomos de investimentos que vai se transformar em outra corretora de valores. Outra foi a compra da Lifetime Investimentos, outro escritório de assessores de investimentos. Os dois eram vinculados à XP Investimentos, sendo que a EQI estava entre os maiores escritórios associados à XP.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião