Negócios

BRF reverte prejuízo e registra lucro líquido de R$ 446 milhões no 3T19

0

A BRF registrou lucro líquido de R$ 446 milhões nas operações continuadas no terceiro trimestre deste ano. O balanço foi divulgado na manhã desta sexta-feira (8).  O lucro líquido total societário foi de R$ 304,4 milhões. No ano anterior, no mesmo trimestre, a empresa teve prejuízo de R$ 860 milhões.

O Ebitda ajustado da BRF somou R$ 1,609 bilhão, um avanço de 178,1%. O resultado inclui ganho líquido de R$ 467 milhões referentes a ações tributárias. Caso esse ganho não seja levado em conta, o Ebitda ajustado é de R$ 1,142 bilhão.

A receita líquida foi de R$ 8,459 milhões, um crescimento de 8,4%. Somente no Brasil, a receita líquida aumento 6,3%, somando R$ 4,382 bilhões.

“Os resultados do terceiro trimestre de 2019 demonstram a recuperação, evolução e consolidação dos fundamentos do nosso negócio. Em nosso segmento Brasil, apresentamos retomada de volumes e crescemos cerca de 8% em relação ao segundo trimestre de 2019 (2T19), praticamente atingindo o mesmo patamar do ano passado”, informou a empresa.

Veja também: BRF planeja investir US$ 120 milhões em fábrica na Arábia Saudita

Nos mercado internacionais, como na Ásia, a empresa destacou que houve um crescimento de 5% no volume em comparação ao mesmo trimestre de 2018. A companhia também disse que os preços médios de venda tiveram avanço de 32% na comparação anual e 7% na base trimestral. “Em relação à China, continuamos observando os efeitos nefastos da peste suína africana na Ásia. Dados mais recentes apontam para reduções superiores à 40% no estoque de suínos, de matrizes e oferta de leitões naquele país”, destacou a BRF.

Dessa forma, a empresa anunciou que está trabalhando para habilitar novas plantas para poder fazer mais negócios e exportar mais carne para o país asiático.

Cotação da BRF

Por volta das 12h30 desta sexta-feira (8), a BRF operava com variação negativa de 1,81%, cotada a R$ 35,31 no Ibovespa.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.