Imóveis

Bresco Investimentos capta R$ 500 milhões em primeiro FII

0

A Bresco Investimentos captou R$ 500 milhões em seu primeiro fundo imobiliário (FIIs). A empresa de gestão imobiliária foi fundada por três executivos da Natura junto a Carlos Betancourt.

O Bresco Logística FII (BRCO11) começará a operar na quinta-feira (5) na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) com um valor de mercado avaliado em R$ 1,2 bilhão e dez ativos em seu portfólio. Os ativos do Bresco são locados para empresas com alta qualidade de crédito, como por exemplo:

  • Magazine Luiza
  • Whirpool
  • Natura
  • DHL

Aproximadamente 40% das receitas são provenientes de propriedades localizadas na capital paulista. Sendo assim, o fundo consegue ter mais exposição ao avanço do e-commerce. Um dos maiores destaques do Bresco é um galpão que opera o delivery do Grupo Pão de Açúcar em São Paulo. O local é situado entre a Marginal Tietê e a Anhanguera.

Cerca de 60% da captação do fundo veio de 7 mil pessoas físicas. Em contrapartida 40% foi de investidores institucionais como fundos de pensão e gestoras de investimentos.

Do total de R$ 500 milhões, R$ 300 milhões serão direcionados ao caixa do fundo e serão utilizados para saldar as dívidas do CRIs estruturados para a construção e compra dos imóveis. Outros 10% serão usados para expansão do portfólio. Cerca de R$ 200 milhões vão para a Bresco por meio de uma oferta secundária.

Comunicado da Bresco

Em comunicado enviado à B3, a Bresco fala sobre os riscos ao investidor. “O investimento no Fundo apresenta riscos para o investidor. Ainda que a Administradora e o Gestor mantenham sistema de gerenciamento de riscos,
não há garantia de completa eliminação da possibilidade de perdas para o Fundo e para o investidor. Os investidores devem ler a Seção “Fatores de Risco” nas páginas do Prospecto Definitivo, para avaliação dos riscos que devem ser considerados para o investimento nas Cotas”, informou a Bresco no documento.

Sobre a Bresco

A empresa foi fundada em 2011 por Betancourt, que já tinha experiência no mercado imobiliário. O executivo já havia sido sócio do fundo Pátria. Ele geriu a área de investimentos imobiliários e foi responsável por trazer a consultaria Colliers ao Brasil.

A Bresco administra também um fundo de desenvolvimento de R$ 800 milhões. Esse fundo tem como seu principal investimento um parque corporativo, com galpões logísticos, centro comercial, escritórios e hotel. O parque fica em Campinas, próximo ao aeroporto de Viracopos.

A gestora Bresco ainda administra R$ 300 milhões em ativos internacionais no Japão e nos EUA, que se encontram atualmente em processo de desinvestimento, segundo informações do “Brazil Journal”.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.