Negócios

Braskem pode perder listagem na Bolsa de Nova York e ação cai na B3

0

A Braskem informou nesta segunda-feira (13) que não conseguirá entregar no prazo os dados requeridos pelo Securities and Exchange Commission (SEC), o regulador de valores mobiliários dos Estados Unidos da América (EUA). As negociações de seus papeis na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) foram suspensas, e devem perder listagem.

Com a possibilidade da Braskem perder a listagem na Bolsa de Nova York, os papeis desvalorizam na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão):

Na NYSE, antes da suspensão das negociações, os papeis tinham queda de 2,86% a US$ 19,71, por volta das 10h (horário de Brasília).

A Braskem é controlada pelo Grupo Odebrecht, além da Petrobras (PETR3) ser grande acionista da empresa petroquímica. A química está em processo de venda para a europeia LyondellBasell.

Com sede em São Paulo, a Braskem possui negociação na NYSE por meio de American Depositary Receipts (ADRs).

As ADRs são definidas “como recibos de ações de empresas de fora dos EUA, negociados na Bolsa de Nova York. Assim sendo, empresas [brasileiras] que desejam entrar no mercado americano, podem se listar através dos ADRs”, conforme o economista da Suno Research, Tiago Reis.

Saiba mais – Ações da Braskem caem 7% devido à paralisação de mineração de sal 

Braskem não conseguirá cumprir prazo

Nesta segunda-feira (13), a Braskem divulgou fato relevante informando que não conseguirá cumprir o prazo para entrega do Formulário 20-F, referente ao exercício findo em 31 de dezembro de 2017. O prazo para a companhia realizar a entrega vai até o dia 16 de maio de 2019.

“Não há mais possibilidade de extensão do prazo, nos termos da Seção 802.01E do Manual de Listagem de Companhias da Bolsa de Valores de Nova York. A NYSE suspendeu a negociação da Companhia e dará início ao processo de deslistagem da NYSE”, informou a Braskem.

Entretanto, a petroquímica afirmou que a deslistagem está sujeita a recurso.

O 20-F é um relatório que deve ser entregue anualmente por todas as empresas com negociações em Bolsas de Valores dos Estados Unidos. A empresa atrasou a entrega do documento desde o início do ano passado.

Clique aqui e confira na íntegra o fato relevante divulgado pela Braskem.

Segundo revés de abril

Na última quinta-feira (9), as ações da Braskem encerraram conforme:

  • ações ordinárias ON (BRKM3): queda de 4,48% a R$ 40,13.
  • ações preferenciais PN (BRKM5): queda de 7,36% a R$ 40,53.

A contração ocorreu por conta da avaliação de alternativas para o fornecimento de suas fábricas em Alagoas.

A paralisação de mineração do sal-gema na região de Maceió foi anunciada também na quinta-feira. E deve-se à publicação de relatório geológico, que apontou que a atividade da Braskem está comprometendo solos da cidade.

A Braskem extrai sal-gema em vários poços instalados em divergentes áreas de Maceió. De acordo com o relatório do Serviço Geológico do Brasil, a atividade de mineração desestabilizou cavidades. E gerou afundamento de solo na capital alagoana, ao longo das décadas.

Compartilhe a sua opinião

Amanda Gushiken
Amanda Sayuri Gushiken escreve sobre finanças e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, trabalhou selecionando notícias da imprensa para clientes do mercado financeiro. Também desenvolveu pesquisa acadêmica pela Universidade Anhembi Morumbi na área de Teorias da Comunicação e é fotógrafa nas horas vagas.