Braskem (BRKM5) normaliza acesso a servidores, após ataque hacker

Braskem (BRKM5) normaliza acesso a servidores, após ataque hacker
Braskem (BRKM5) patina em conter problemas em Alagoas

A Braskem (BRKM3, BRKM5 e BRKM6) comunicou aos seus acionistas, nesta terça-feira (20), que normalizou o acesso a grande parte dos seus servidores e softwares, possibilitando a regularização de suas operações. O processo de segurança foi concluído após a “implementação dos procedimentos aplicáveis para retorno seguro de suas atividades”.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A Braskem sofreu uma invasão, através de um ataque de hackers, no dia 7 de outubro. A empresa informou, em seu comunicado, que permanece investigando a possibilidade de terem extraído informações e dados pessoais. A companhia assegurou que, até o momento, não houve a confirmação desse tipo de acontecimento.

“A companhia segue empreendendo todos os esforços na avaliação da extensão desse incidente, tomando as ações cabíveis, inclusive perante a esfera criminal, e ainda não consegue assegurar os eventuais impactos decorrentes do incidente”, informou a Braskem.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A Braskem comunicou que manterá o mercado informado, em cumprimento com as legislações e regulamentações aplicáveis.

Sobre a invasão hacker no ambiente virtual da Braskem

A Braskem informou que detectou uma invasão em seu ambiente de Tecnonologia de Informação (TI) no dia 7 de outubro. A informação foi revelada através de um comunicado ao mercado.

De acordo com a companhia, após a identificação da invasão, o sistema de proteção interrompeu, como medida de precaução, o acesso a alguns dos seus servidores e softwares. Isso fez com que as operações da empresa fossem impactadas.

“A companhia vem empreendendo todos os esforços para normalizar os seus sistemas de acordo com seus protocolos de segurança da informação e manterá o mercado informado, em cumprimento com as legislações aplicáveis”, informou a petroquímica.

A Braskem informou, no dia da invasão, que mais informações sobre o caso poderiam ser obtidas em contato diretamente com o departamento de Relações com Investidores.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião