Negócios

Bradespar (BRAP4) registra prejuízo de R$ 403 milhões em 2019

0

A Bradespar (BRAP4) registrou um prejuízo líquido de R$ 403,2 milhões no ano de 2019. A empresa atribuiu o prejuízo à  Vale (VALE3), empresa que possui maior participação na companhia, após a tragédia de Brumadinho, em janeiro de 2019.

No quarto trimestre o prejuízo da Bradespar foi de R$ 387,8 milhões, revertendo um lucro de R$ 1,9 bilhão, no mesmo período no ano de 2018. As despesas financeiras totalizaram R$ 1.474 mil

O resultado financeiro no ano de 2019, atingiu o “valor positivo” R$ 12,5 milhões,devido, principalmente, a receita de aplicações financeiras e a redução do endividamento com o resgate antecipado total da sua Terceira Emissão de Notas Promissórias no montante de R$ 2,458 bilhões, bem como a amortização antecipada parcial da Sétima Emissão Pública de Debêntures Simples, no montante de R$ 512,7 milhões, ocorrida no final de 2018.

As despesas gerais e administrativas no quarto trimestre totalizaram R$ 6,7 milhões. No acumulado do ano atingiram R$ 17,1 milhões, inferiores ao valor de R$ 26,3 milhões no mesmo período do ano anterior.

Resultado da Bradespar no 3T19

A Bradespar apresentou lucro líquido de R$ 361,4 milhões no terceiro trimestre deste ano. Esse valor representa o triplo registrado no mesmo período no ano passado de R$ 123 milhões. A alta do lucro foi reflexo do resultado apresentado pela Vale.

O resultado financeiro atingiu o valor de R$ 1,9 milhão devido a receita de aplicações financeiras e a redução do endividamento da companhia. As despesas de pessoal, gerais e administrativa totalizaram R$ 4 milhões.

Coronavírus e Mercado Financeiro | Saiba quais oportunidades você pode estar perdendo

A empresa informou que sua receita operacional é originada do resultado de equivalência patrimonial, dividendos e juros sobre o capital próprio da Vale.

Desse modo, em seu fato relevante, a empresa informa os principais pontos de desempenho da mineradora no terceiro trimestre:

“A Administração continuará avaliando a evolução do resultado do exercício social em curso e do seu fluxo de caixa livre para aferir a viabilidade de submeter proposta para pagamento de dividendos e/ ou juros sobre o capital próprio”, informou a Bradespar.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.