Negócios

Programa de Desligamento Voluntário do Bradesco inicia na próxima segunda-feira

0

O banco Bradesco anunciou que o Programa de Desligamento Voluntário (PVD) iniciará na próxima segunda-feira (2) e terminará dia 16 de outubro. O comunicado foi divulgado ao mercado na última quinta-feira (29).

“O objetivo do PDV é no fundo a adequação do quadro do banco à uma nova realidade em termos de processos e tecnologia que estamos investindo há bastante tempo e tem levado o banco a uma produtividade maior”, disse o vice-presidente do Bradesco, André Cano, ao jornal “Estado de S.Paulo”.

Dessa forma, o principal intuito da instituição é adequar todos os colaboradores ao avanço da tecnologia com a finalidade de aumento de produtividade e diminuição a exigência pessoal.

Confira Também: Bradesco poderá oferecer também crédito imobiliário com IPCA

O vice-presidente informou que com a digitalização os clientes tem ido cada vez menos as agências, desse modo, o banco pretende fechar 100 pontos físicos.

“Não temos nenhum plano massivo de encerramento de agências. Se há uma oportunidade por proximidade ou incorporação de agências, vamos fazê-la”, disse Cano.

O plano “massivo de encerramento de agências”, é em referência a primeira vez que o banco anunciou seu projeto de desligamento de funcionário em 2017.  No primeiro programa, o banco reduziu 565 agências. Desse modo, trata-se do segundo lançamento do PDV.

Questionado se a concorrência dos bancos digitais tem influência, o executivo afirma que as fintechs não tem relação nenhuma com o programa. “Não é isso ainda. Tem naturalmente uma visão permanente de controle de custos”, reitera Cano.

De acordo com o Bradesco, “o PDV 2019 permitirá o pagamento de todas as verbas rescisórias, bem como os seguintes incentivos especias:”

  • pagamento, em parcela única, de 60% do salário fixo do mês, base setembro 2019, por ano completo trabalhado, limitado a 12 salários;
  • manutenção do plano de saúde e odontológico por 18 meses
  • pagamento de valor equivalente a 6 meses de vale alimentação, base setembro de 2019.

Bradesco registra lucro líquido de R$ 6,5 bi no 2T19

Banco Bradesco divulgou seu balanço do segundo trimestre deste ano. A instituição registrou aumento de 25,2% em seu lucro líquido em comparação com o mesmo período no ano anterior. Esse valor é equivalente a R$ 6,5 bilhões.

A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) atingiu 20,6%, a mais elevada dos últimos dezesseis trimestres. Conforme a instituição esse desempenho é reflexo do resultado operacional, que registrou aumento de 11,1% em comparação com ano passado.

“Esta evolução tem como origens principais: a maior margem financeira, as menores despesas com PDD (expandida), as maiores receitas de prestação de serviços e a contribuição de nossas operações de seguros, previdência e capitalização”, informou o Bradesco.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.