Bradesco BBI projeta Ibovespa batendo os 116 mil pontos no fim de 2019

Bradesco BBI projeta Ibovespa batendo os 116 mil pontos no fim de 2019
O Ibovespa iniciou essa quinta-feira (6) em leve alta com as assuntos nacionais no radar.

O Bradesco BBI tem uma previsão otimista para o mercado acionário brasileiro em 2019. O braço de investimentos do Bradesco projetou que o Ibovespa vai bater os 116 mil pontos até o fim do ano.

Com base na “melhora nas estimativas para o lucro das empresas”, o Bradesco BBI elevou a projeção inicial para o Ibovespa, que era de 112 mil pontos até dezembro.

Saiba mais: Ibovespa inicia pregão com leve queda; Eletrobras será capitalizada

Saiba mais: Ibovespa encerra semana com alta de mais de 1%

O fato de as ações brasileiras estarem sendo negociadas com múltiplos “ligeiramente abaixo da média histórica e com um prêmio de risco de ações em 2,3 pontos percentuais maiores que a média”, de acordo com analistas da instituição, faz elas parecerem baratas.

Mas há também alerta para os “altos riscos” dessa previsão, que serão sentidos entre março e maio. No período, o governo vai aumentar a base de coalização no Congresso. Além disso, a reforma da Previdência provavelmente sofrerá uma desidratação durante sua tramitação na Câmara.

Saiba mais: Número de brasileiros investindo na Bolsa bate recorde e chega a 919 mil

“Enquanto isso, um ajuste fiscal profundo poderia reduzir as taxas de desconto, estender o ciclo de crescimento e abrir espaço para medidas adicionais de ajuste, como privatizações e vendas de ativos”, informa o Bradesco BBI.

Ibovespa fecha semana com alta

O Ibovespa encerrou esta sexta-feira (08) em alta de 1,09%, com 95.364 pontos. Nesta sessão, o índice operou com tendência de alta por quase todo o dia. Na abertura, registrou a mínima de 93.304,76 pontos às 10h32. Após a baixa, se recuperou e ganhou fôlego. Por volta das 17 horas chegou a máxima de 95.475,68 pontos.

O mercado acompanha as movimentações da reforma da Previdência. No cenário externo, cresce a preocupação com a desaceleração global da economia, principalmente por conta dos resultados negativos da China e dos Estados Unidos.

Número de brasileiros investindo na Bolsa bate recorde

O número de brasileiros investindo na Bolsa bateu recorde em fevereiro. Há atualmente 919.403 pessoas físicas, segundo a Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

Somente em fevereiro, a B3 ganhou 61 mil novos investidores – mais do que os 45 mil registrados em janeiro, quando a quantidade chegou a um total de 858 mil pessoas físicas investindo na Bolsa.

Guilherme Caetano

Compartilhe sua opinião