Bradesco (BBDC4) fecha compra do BAC Florida Bank

Bradesco (BBDC4) fecha compra do BAC Florida Bank
O Bradesco (BBDC4) informou, nesta quinta, que foram obtidas as autorizações regulatórias para a compra do BAC Florida Bank.

O Bradesco (BBDC4) informou, na manhã desta quinta-feira (8), que foram obtidas as autorizações regulatórias para a compra do BAC Florida Bank, nos Estados Unidos. A informação foi revelada por meio de um comunicado ao mercado.

De acordo com documento do Bradesco, a compra refere-se a 100% do capital social da instituição. A conclusão do negócio, entretanto, está sujeita ao cumprimento de condições contratuais não especificadas no comunicado.

A aquisição do BAC Florida Bank foi anunciada no ano passado, por US$ 500 milhões (cerca de R$ 2,81 bilhões na cotação atual). O aquisição do BAC representa a primeira operação de compra realizada pelo Bradesco fora do Brasil. A instituição pertencia ao grupo Pellas, da Nicarágua, e encerrou 2019 com US$ 2,25 bilhões em ativos.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

Conforme reportou o jornal “Valor Econômico”, o objetivo do Bradesco é preservar boa parte da gestão atual da instituição estadunidense. O modelo prevê a oferta de serviços bancários tradicionais, ou seja, conta corrente completa, cartões, operações de crédito e investimentos.

Com o foco voltado à alta renda, o intuito do banco brasileiro é capturar o público que tem intenção de adquirir imóveis, investir e manter recursos no mercado norte-americano, mas quer ser assessorado por alguém que tenha contato. O Bradesco pretende preencher uma lacuna na sua prestação de serviços aos brasileiros com maior patrimônio, segmento que cresceu nos últimos anos.

Bradesco procura revitalizar área de atacado

O Bradesco anunciou internamente que irá fazer ajustes na estrutura de sua área de atacado. A instituição irá remover dois níveis hierárquicos, além de demitir 23 executivos da área de “corporate”. O anúncio das mudanças foi feito na última sexta-feira (2), conforme noticiou o “Valor”.

O vice-presidente de atacado do banco, Marcelo Noronha, esclareceu que as funções de diretor e gerente regional foram eliminadas da instituição. Assim, o níveis entre os chefes de área e os gerentes caiu de cinco para três. “Com isso, a gente aproxima o cliente do ‘head’. A tomada de decisão é mais rápida, e esse é o objetivo”, disse o executivo.

Além dessas alterações no corporate, o Bradesco também fará mudanças na área de médias empresas. O banco irá devolver oito pontos de atendimento deste segmento, de um total de 70 que a instituição detém. A ideia, segundo Noronha, é “trazer ganho de eficiência e produtividade”, ajustando o modelo de gestão da instituição financeira.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião