Negócios

BR Distribuidora entra no lugar da Sabesp em carteira semanal da Guide

0

A Guide Investimentos anunciou, nesta segunda-feira (6), a atualização de sua carteira de ações para o período entre os dias 6 e 10 de janeiro. A corretora optou por realizar uma troca, com a saída das ações da Sabesp (SBSP3) e entrada da BR Distribuidora (BRDT3).

A corretora de investimentos ressalta que, apesar da mudança para a BR Distribuidora, ainda tem uma visão positiva em relação à empresa de saneamento básico.

“A Sabesp deve destravar valor em meio ao andamento da votação do novo marco legal do saneamento no Congresso após o recesso parlamentar”, afirmou a Guide.

Já em relação à BR Distribuidora, é esperado que o ativo se desenvolva com a retomada do consumo e ganhos de produtividade após sua privatização.

A corretora também destacou as novas tensões entre Estados Unidos e Irã como fatores que movimentarão o mercado. De acordo com a Guide, estes novos eventos devem “continuar promovendo uma maior aversão ao risco por parte dos investidores”.

Na semana passada, a carteira apresentou uma rentabilidade de 3,31%, tendo Cyrela (CYRE3) e B3 (B3SA3) como os destaques de alta. Em comparação, o Ibovespa apresentou uma valorização de 1,78% no mesmo período.

Lucro da BR Distribuidora no 3T19

A BR Distribuidora registrou alta de 23,9% no lucro do terceiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. O valor reportado foi de R$ 1,336 bilhão. Vale ressaltar que esse foi o primeiro balanço da companhia depois de sua privatização.

Saiba mais: BR Distribuidora tem alta de 23,9% no lucro do 3T19, para R$ 1,34 bi

De acordo com a BR Distribuidora, o resultado trimestral foi alavancado pelos recebíveis da Amazonas Energia (+ R$ 1,446 bilhão). Esse fator foi destacado pela empresa como um importante passo na gestão de caixa.

A receita líquida da empresa diminuiu 7,9% por conta dos menores volumes de produtos vendidos agregados a baixa de 3,7% nos preços médios.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 771 milhões. No mesmo período do ano passado, o valor obtido pela empresa foi de R$ 631 milhões. A companhia salienta que o valor foi impulsionado pelo benefício de receitas operacionais extraordinárias de aproximadamente R$ 73 milhões.

O volume total de vendas da BR Distribuidora diminuiu 4,4% por causa da queda nas vendas de diesel não térmico, que ocorreu devido a maior competitividade nos setores de postos e grandes consumidores.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Rafael Lara
Rafael Lara cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Escreve sobre política, economia e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na TV Gazeta na produção do programa Edição Extra.