BR Distribuidora (BRDT3) pagará R$ 601 milhões em JCP e dividendos

BR Distribuidora (BRDT3) pagará R$ 601 milhões em JCP e dividendos
A BR Distribuidora (BRDT3) informou que pagará, em 1º de setembro, R$ 601,65 milhões em proventos.

A BR Distribuidora (BRDT3) informou seus acionistas e ao mercado em geral que pagará, em 1º de setembro, R$ 601,65 milhões em proventos. Segundo o documento, divulgado na noite da última quarta-feira (26), o valor refere-se a juros sobre capital próprio (JCP) e uma parcela mínima de dividendos obrigatórios do exercício de 2019.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

O pagamento de JCP será realizado no montante de R$ 540,31 milhões, ou R$ 0,46379246209 por papel, com base na posição acionária de 4 de dezembro do ano passado. Segundo a BR Distribuidora, os valores que serão creditados foram corrigidos pela taxa básica de juros da economia (Selic) do dia 31 de dezembro até o dia do pagamento.

Sobre o montante destinado inicial, será abatida a taxa de 15% sobre Imposto de Renda. O valor restante, elevado pela correção monetária frente à Selic, terá a incidência de Imposto de Renda à alíquota de 22,5%. A estatal, no entanto, lembra que as retenções mencionadas no comunicado não se aplicam a investidores isentos e imunes a tais tributos.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Parcela de dividendos da BR Distribuidora

No que se refere aos dividendos, a empresa de postos de combustíveis pagará o montante de R$ 49,86 milhões, ou R$ 0,0428003741 por ação, atendendo à distribuição mínima obrigatória. Terão direito os investidores com posição acionária em 31 de julho de 2020.

Ainda existem R$ 533,98 milhões em dividendos a serem creditados aos acionistas, conforme deliberação da última assembleia geral ordinária. No entanto, a companhia, que tem até 31 de dezembro deste ano para pagá-los, avalia o melhor momento para a distribuição.

A BR Distribuidora comentou, no documento, que “após os impactos trazidos pela pandemia, temos observado uma gradual retomada em nossos volumes e uma menor restrição à circulação de pessoas, o que vem resultando em um reaquecimento nas atividades industriais, comerciais, de serviços e do uso de modais de transportes”.

Dessa forma, à vista da atual condição do caixa e do nível de endividamento, a BR Distribuidora considerou conveniente realizar tal distribuição de JCP e dividendos mínimos obrigatórios já na próxima terça-feira (1).

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião