Mercado

Bovespa: Horário de encerramento será às 18h a partir de segunda-feira

0

A partir de segunda-feira (4), o horário de negociação da Bolsa de Valores brasileira será modificado. O fechamento do Bovespa será às 18h. Isso porque o horário de verão nos Estados Unidos se encerra no domingo (3).

Dessa forma, o mercado permanecerá com sua abertura às 10h, entretanto o fechamento passará a ser uma hora mais tarde do que o habitual. É importante ressaltar que neste período não terá sessão de after-market para o segmento Bovespa.

Performance de empresas brasileiras na Bolsa de Valores

As empresas brasileiras levantaram um volume de recursos na Bolsa de Valores em 2019 como jamais foi visto anteriormente. Enquanto isso, também impulsionadas pela taxa básica de juros (Selic) na mínima histórica, além do avanço das pautas macroeconômicas, o volume de fusões e aquisições diminuiu.

As empresas brasileiras levantaram aproximadamente U$ 17,1 bilhões (cerca de R$ 70,18 bilhões) em 34 transações nos três trimestres deste ano. O valor é quase o triplo do acumulado nos 12 meses de 2018.

Veja também: Confira os três setores mais perenes da Bolsa de Valores

O resultado parcial deste ano já é maior que todos os anos desde 2010. As fusões e aquisições caíram 20%, chegando a US$ 31 bilhões (R$ 127,22 bilhões) negociados. Isso se deu devido à competição com os mercados de capitais líquidos, oferecendo mais oportunidades às empresas e seus investidores em casos de vendas de ativos. A recuperação lenta da economia nacional também impactou os negócios.

Investimento de estrangeiros em ações na B3

A B3 alterou o critério que utilizava para calcular a movimentação diária de investidores estrangeiros em ações. A mudança aconteceu após a divulgação de dados recentes que indicavam uma saída relevante dos investidores internacionais do mercado acionário brasileiro.

O Bovespa calculava desde 1994 as operações de compra e venda no mercado secundário. Transações que medem o fluxo diário de entrada e saída de recursos provenientes do exterior. Entretanto, desde o dia 6 de setembro a B3 começou a incluir no cálculo as compras de ações realizadas por investidores estrangeiros em operações de abertura de capital(IPOs)e ofertas subsequentes de ações (follow-on).

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.