Bolsonaro apresenta sintomas de covid-19 e fará novo exame

Bolsonaro apresenta sintomas de covid-19 e fará novo exame
Bolsonaro decide reabrir fronteiras aéreas para estrangeiros

O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou nesta segunda-feira (6) que realizaria um novo exame para o novo coronavírus, após apresentar sintomas da covid-19.

“Eu vim agora do hospital, fiz uma ‘chapa’ de pulmão. Tá tudo limpo. Vou fazer exame do covid agora, mas tá tudo bem”, declarou Bolsonaro a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

O mandatário utilizava máscara durante a conversa e solicitou que as pessoas não se aproximassem muito dele. “Não pode chegar muito perto não, tá. Recomendação para todo mundo.” O resultado do exame deve ficar pronto nesta terça-feira (7) no período da tarde.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

O presidente apresentou uma febre de 38ºC e cancelou compromissos em razão da suspeita. Bolsonaro foi atendido no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília.

O chefe do Executivo ainda afirmou à imprensa que o resultado da avaliação do pulmão revelou bom funcionamento do órgão. O político salientou que já está tomando hidroxicloroquina, como forma de prevenção. O tratamento preventivo com o medido não é a recomendação médica padrão.

Bolsonaro minimiza efeitos da pandemia

Desde o início da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus e sua chegada ao Brasil, o presidente tem dado declarações nas quais minimiza seus impactos.

Bolsonaro vem se recusando a manter o distanciamento social e tem o costume de se aproximar das pessoas ao aparecer um público, durante passeios ou manifestações. Ao mesmo tempo, o mandatário vê como exageradas as medidas implementadas por governadores e prefeitos para conter o avanço da doença.

Saiba mais: Bolsonaro sanciona MP que permite a redução salários e jornadas

No último sábado (4), feriado de independência dos Estados Unidos, o presidente, sem máscara, fez uma aparição em público ao lado do embaixador dos norte-americano no Brasil, Todd Chapman. O brasileiro foi à embaixada para um almoço em comemoração à data.

Bolsonaro possui 65 anos e já pode ser considerado um integrante do grupo de pessoas com maior risco de desenvolver a forma mais grave da covid-19.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião