Bolsonaro decide reabrir fronteiras aéreas para estrangeiros

Bolsonaro decide reabrir fronteiras aéreas para estrangeiros
Bolsonaro decide reabrir fronteiras aéreas para estrangeiros

O presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu reabrir parcialmente as fronteiras aéreas para estrangeiros. O novo decreto deve ser publicado em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) ainda nesta quarta-feira (29).

O governo federal prorrogou, no início deste mês, até o o final de julho a restrição para a entrada de estrangeiros de qualquer nacionalidade no Brasil. A medida do presidente Bolsonaro foi tomada em conformidade com a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e inclui as fronteiras terrestres e aquaviárias, também devem ficar fechadas.

Vale ressaltar que a proibição não se estende a brasileiros que estejam em país estrangeiro ou imigrante com residência definitiva no País. A decisão do governo por flexibilizar as regras de entrada de estrangeiros no momento em que se registram as maiores médias móveis da série histórica da pandemia no Brasil.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Conforme dados do levantamento feito pela Universidade Johns Hopkins, o País apresenta mais de 2,48 bilhões de casos confirmados e 88.539 mil óbitos.

Bolsonaro decreta fechamento de fronteiras com países vizinhos

O governo Jair Bolsonaro determinou no início da pandemia do novo coronavírus, em março, o fechamento de fronteiras terrestres com países vizinhos, tais como:

  • Argentina;
  • Bolívia;
  • Colômbia;
  • Guiana Francesa;
  • Guiana;
  • Paraguai;
  • Peru;
  • Suriname.

Na época da decisão, a medida impediu a entrada de de aproximadamente 10 mil migrantes por dia em território nacional.

Saiba mais: Bolsonaro: Brasileiro não aguenta mais carga tributária

Esse foi o número médio de estrangeiros que, entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano, declaram entrada por dia nos postos da Polícia Federal (PF) distribuídos por todas as regiões do Brasil onde as fronteiras foram fechadas. Em seguida, o governo de Jair Bolsonaro fechou fronteiras aéreas para estrangeiros de todas as nacionalidades.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião