Bolsonaro dá até sexta para Guedes apresentar novo Renda Brasil

Bolsonaro dá até sexta para Guedes apresentar novo Renda Brasil
Paulo Guedes recebeu as declarações de Bolsonaro sobre o Renda Brasil como "um carrinho"

O presidente da República, Jair Bolsonaro, estabeleceu um prazo de três dias, até a próxima sexta-feira (28), para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, apresente uma nova proposta para o novo programa Renda Brasil.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A sinalização acontece após o mandatário rejeitar a proposta atual da equipe econômica do governo federal, alegando que não iria “tirar de pobres para dar a paupérrimos”. O desenho para o Renda Brasil apresentado na última terça-feira (25), em reunião no Palácio do Planalto, previa a revisão ou extinção de outros benefícios, como o abono salarial, alteração rejeitada por Bolsonaro.

Dessa maneira, um novo encontro do presidente junto aos ministros foi marcada para a esta sexta-feira, porém ainda não oficializado pelo Palácio do Planalto.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

Conforme publicou o “Estadão/Broadcast”, técnicos que trabalham na esquematização do Renda Brasil se reuniram para dar início aos ajustes solicitados pelo mandatário, que deseja um revisão sem mexer no abono salarial. A área econômica do governo, contudo, avalia que a revisão do abono era “fundamental” para criar um espaço no Orçamento para custear o novo programa.

Além do abono, os técnicos tem como alvo mais de 20 ações do governo, como o seguro-defeso a pescadores artesanais no período de reprodução dos peixes, quando atividade da pesca é proibida, entre outros pontos.

Bolsonaro diz que a proposta atual do Renda Brasil está suspensa

O presidente Bolsonaro admitiu a discordância com o plano de Guedes, em evento no Estado de Minas Gerais, e afirmou que a proposta não seria enviada ao Congresso Nacional.

“Ontem, discutimos a possível proposta do Renda Brasil. E eu falei ‘está suspenso’, vamos voltar a conversar. A proposta, como a equipe econômica apareceu para mim não será enviada ao Parlamento. Não posso tirar de pobres para dar a paupérrimos. Não podemos fazer isso aí”, afirmou o mandatário.

O Renda Brasil estava previsto para ser anunciado na última terça-feira (26), com o anúncio do Pró-Brasil, mas seu anuncio foi adiado sem data prevista.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião