Bolsonaro apoia Guedes para teste de popularidade da ‘nova CPMF’ no Congresso

Bolsonaro apoia Guedes para teste de popularidade da ‘nova CPMF’ no Congresso
CPMF

O presidente da República, Jair Bolsonaro, deu sinal verde para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, teste a popularidade do tributo sobre transações digitais, conhecida como ‘nova Contribuição Provisória Movimentação Financeira (CPMF)‘, no Congresso. Mas Bolsonaro não defenderá a proposta.

O mandatário havia nas últimas semanas demonstrado resistência à criação de um novo imposto, semelhante a antiga CPMF. Porém, de acordo com a publicação do blog de Gerson Camarotti no G1, o presidente sinalizou apoio ao ministro para o teste da pauta. Apesar do sinal verde, Bolsonaro não deve ‘levantar a bandeira’ em apoio ao tributo.

“Se colar, colou. Mas o presidente não vai ficar levantando a bandeira da volta da CPMF ou algo do gênero. Ele tem instinto político”, disse um auxiliar do mandatário ao blog.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

A equipe econômica estuda enviar ao Congresso uma proposta de criação de um novo imposto sobre pagamentos de transações digitais, com alíquota de 2%. De acordo com Guedes, o objetivo é bancar a desoneração da folha de pagamentos e reduzir impostos. O ministro avalia que seria possível diminuir até 10 tributos.

No entanto, a ideia de criação de um novo imposto, principalmente diante da situação de pandemia de coronavírus que o Brasil enfrenta, não tem sido bem recebida pelos parlamentares. Há duas semanas atrás, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se posicionou em sua rede social totalmente contra a criação de um novo tributo semelhante à CMPF.

“Não há espaço para debater uma nova CPMF. Nossa carga tributária é alta demais, e a sociedade não admite novos impostos, independente de qual seja. A gente precisa aprovar um sistema mais simples, transparente e cobrar do Estado a prestação de serviço de qualidade”, escreveu Maia em seu Twiter.

Mourão volta a defender debate sobre nova CPMF

Ao contrário da postura que Bolsonaro vem tomando diante do debate sobre a nova CPMF, o vice-presidente se posiciona a favor da criação do novo tributo.

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, apoiou, mais uma vez, a necessidade de uma discussão a respeito de um novo imposto sobre transações financeiras, apesar de indicar que ficaria a cargo do Congresso decidir sobre o assunto. A informação foi divulgada na última quarta-feira (29) durante uma entrevista do político ao jornal ‘Diário de Pernambuco’.

Saiba Mais: Mourão volta a defender debate sobre nova CPMF

Durante a entrevista, Mourão ainda explicou que “essa discussão em torno do imposto [‘nova CPMF‘]  sobre transações financeiras está muito ligada a uma substituição. Se você vai desonerar a folha de pagamento das empresas, que seria uma forma de abrirmos espaços para contratações, então teríamos que dar uma compensação”.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião