BNDES vende parte da AES Tietê para a AES Corp. por R$ 1,27 bi

BNDES vende parte da AES Tietê para a AES Corp. por R$ 1,27 bi
AES Tietê (foto: divulgação)

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aceitou a oferta feita pela americana AES Corp., de R$ 1,27 bilhão, por parte da posição acionária na AES Tietê (TIET11). A informação foi divulgada em fato relevante divulgado na manhã desta terça-feira (28) pela AES Tietê.

Mesmo com o negócio feito com a AES, o BNDES ficará com aproximadamente 9% da AES Tietê. Com esta operação confirmada, a AES levará a Tietê para o Novo Mercado.

Na última segunda-feira (27), horas antes da reunião que decidiria sobre as propostas apresentadas pela AES Tietê, a Eneva melhorou os termos de sua proposta em relação à primeira versão. Assim, as ações dispararam. As units da AES Tietê tiveram alta de 7,07% na B3.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

A Eneva aumentou de R$ 727,9 milhões para R$ 1,99 bilhão a parte do pagamento, que seria feito em dinheiro, de sua proposta que tinha como intuito a aquisição da AES Tietê. A outra parte da negociação seria feita em troca de ações. A transação avaliava a Tietê em R$ 7,9 bilhões.

O BNDES realizou uma reunião às 21h e, de acordo com informações do jornal “Valor Econômico”, a instituição financeira achou melhor manter sua posição anterior em relação ao negócio, de desinvestimento e dinheiro em caixa.

O conselho do banco também destacou que o objetivo do BNDES não é mais participar dos planos de empresas brasileiras para criar grandes grupos nacionais ou ser um acionista ativo em empresas que estão na bolsa.

Durante a negociação, o BNDES foi assessorado pela BR Partners, o banco Credit Suisse assessorou a AES e o Eno BTG assessorou a Eneva. Vale destacar que a Eneva havia apresentado, na noite da última quinta-feira (23), uma oferta pela AES Tietê. Entretanto, a parte que seria paga em dinheiro não agradou os investidores. Isso fez com que a empresa apresentasse uma nova proposta na tarde da última segunda-feira (27). Mesmo com a nova proposta, que fez as ações da AES Tietê subirem durante o último pregão, a Eneva não conseguiu agradar mais do que a AES Corp.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião