Biden faz arrecadação recorde para campanha; debate acontece hoje

Biden faz arrecadação recorde para campanha; debate acontece hoje
Joe Biden é o novo presidente dos EUA

O democrata Joe Biden, candidato à presidência dos Estados Unidos, arrecadou US$ 493,8 milhões em fundos de sua campanha, em dois meses. Com isso, Biden atingiu um recorde e aumentou sua arrecadação total do ano para US$ 761,2 milhões. O mercado acompanha o último debate entre o democrata e Donald Trump, nesta quinta-feira (22).

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Uma fonte próxima ao assunto afirmou, ao “Financial Times”, que a meta de Biden é gastar todo o dinheiro arrecadado até o dia das eleições com propagandas e campanhas publicitárias ao seu favor. Vale destacar que em três meses (julho, agosto e setembro), os comitês de Trump arrecadaram US$ 355,2 milhões (cerca de US$ 138 milhões a menos do que Biden em dois meses).

Vale destacar que, apesar de dar uma vantagem a Biden, a arrecadação pode não significar tanta coisa. Em 2016, por exemplo, Hillary Clinton havia arrecadado mais recursos em sua campanha, mas acabou perdendo a eleição para Trump.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Outro ponto importante a se destacar da campanha de Biden é que, com a chegada da pandemia, o candidato não precisou gastar grandes quantias de dinheiro para se deslocar e se acomodar em meio a campanha em diversas regiões dos Estados Unidos.

Hillary Clinton, por exemplo, gastou US$ 12,5 milhões com viagens até setembro de 2016. Já Biden gastou somente US$ 4,8 milhões com viagens em 2020. Do total, US$ 3 milhões foram para o uso de jato particular nos meses de agosto e setembro.

Trump também gastou pouco, se comparado a Clinton, US$ 3,2 milhões. O valor, entretanto, não inclui os gastos com o uso do Air Force One (avião presidencial). Dos US$ 592,9 milhões gastos na campanha de Joe Biden até o momento, em 2020, aproximadamente 84% foram utilizados no pagamento de propagandas, segundo informações do jornal “Financial Times”, que coletou dados da Comissão Eleitoral Federal. Somente 0,6% foi utilizado em viagens e 0,3% na produção de eventos.

De acordo com funcionários da campanha do candidato Biden, a alta arrecadação permitiu que a equipe do democrata investisse em publicidades voltadas a grupos específicos de eleitores, algo que, segundo eles, não seria possível sem tantos recursos.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião