BCE: Eurosistema fornecerá liquidez em euros a BCs fora da eurozona

BCE: Eurosistema fornecerá liquidez em euros a BCs fora da eurozona
PIB da zona do euro cai 12,1% no 2T20, maior queda da história

O Banco Central Europeu (BCE) informou nessa quinta-feira (25), através de comunicado, que adotou uma nova medida para viabilizar linhas cautelares de recompra de euro para bancos centrais (BCs) que não fazem parte da zona do euro. O mecanismo de recompra do Eurosistema para bancos centrais (EUREP) busca manter a liquidez em euros nos mercados, frente a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O BCE, ainda afirmou no comunicado que “o Eurosistema fornecerá liquidez em euros a um amplo conjunto de bancos centrais fora da área do euro contra garantias adequadas, consistindo em títulos de dívida negociáveis ​​em euros emitidos por governos centrais e instituições supranacionais da área do euro”.

O mecanismo de recompra do Eurosistema para bancos centrais se soma as linhas bilaterais de swap, bem como as operações compromissadas, de acordo com o Conselho da autoridade monetária europeia. Além disso, o comunicado destacou que o mecanismo demonstra a importância da moeda nos mercados mundiais.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

BCE empresta 1,3 trilhão de euros a bancos da zona do euro

Além disso, Os bancos da zona do euro emprestaram 1,3 trilhão de euros (cerca de R$ 7,8 trilhões de reais), disponibilizados pelo Banco Central Europeu, em um programa de estímulos à economia da região.

A autoridade monetária europeia investiu em seu pacote de empréstimos de longo prazo para ajudar empresas e famílias a conter os efeitos da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Ao todo, 742 bancos da zona do euro aceitaram as propostas da autoridade monetária europeia. O número de instituições financeiras que aderiram o programa foi um pouco menor do que o esperado por analistas.

Veja também: Taxa de juros negativa do BCE aumenta busca por empréstimos bancários

Especialistas mostravam-se receosos quanto à possível recusa dos bancos devido à escassez de opções rentáveis durante a crise causada pelo novo vírus e à estigma em reação aos empréstimos junto ao BCE.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião