BB Seguridade (BBSE3): diretor-presidente renuncia ao cargo

BB Seguridade (BBSE3): diretor-presidente renuncia ao cargo
O diretor-presidente da BB Seguridade (BBSE3), Bernardo Rothe, apresentou pedido de renuncia ao cargo.

O diretor-presidente da BB Seguridade (BBSE3), Bernardo Rothe, apresentou nessa quinta-feira (15) pedido de renúncia ao cargo, com efeitos a partir de 20 de outubro desse ano, “para exercer novas funções no Conselho Diretor do Banco do Brasil”. A informação foi divulgada através de fato relevante.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Em relação à escolha do substituto para o cargo, a BB Seguridade afirmou que “os procedimentos para indicação do substituto já foram iniciados pelo controlador e o nome do novo Diretor-Presidente será anunciado pela BB Seguridade tão logo todos os trâmites sejam concluídos”.

Além disso a empresa de seguros agradeceu à Rothe pelos serviços prestados ao longo do tempo que presidiu a companhia. O executivo assumiu a presidência da companhia em janeiro de 2019.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Vale destacar que  o conselho de administração do Banco do Brasil anunciou que escolheu Rothe para atuar como vice-presidente de negócios de atacado.

Resultados da BB Seguridade no 2T20

A BB Seguridade apresentou lucro líquido de R$ 981,81 milhões referente ao segundo trimestre deste ano. O resultado é equivalente a uma queda de 9% em comparação ao mesmo período de 2019, quando o lucro foi de R$ 1,07 bilhão.

Segundo a companhia, a queda do lucro no período entre abril a junho se explica, sobretudo, pelo resultado de equivalência do IRB Brasil (IRBR3), contribuindo com R$ 69,3 milhões negativos, além do resultado financeiro da holding, com menos R$ 35,1 milhões.

A empresa salientou que a holding foi impactada em grande parte pela restituição de capital de R$ 2,7 bilhões e pela menor taxa básica de juros da economia (Selic), que atualmente está em 2%, patamar mais baixo de sua série histórica.

“Por outro lado, os efeitos foram parcialmente compensados pelo crescimento do resultado da BB Corretora, puxado por um desempenho comercial acima do esperado no período pré-pandemia, e pelo aumento no resultado de equivalência da Brasilcap e da Brasilseg“, ressaltou o comunicado da BB Seguridade.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião