BB Previdência: 153 mil clientes têm dados vazados no site

BB Previdência: 153 mil clientes têm dados vazados no site
Banco do Brasil

Um total de 153 mil clientes de 46 empresas tiveram seus dados vazados no site da subsidiária do Banco do Brasil, BB Previdência. As informações foram publicadas, com exclusividade, pelo site “Olhar Digital”, na última quarta-feira (6).

Criado em 1994, o BB Previdência é um fundo de pensão do BB que oferece fundos de previdência fechados para empresas e municípios. O objetivo é complementar a aposentadoria, além de dar outros benefícios previdenciários aos colaboradores das patrocinadas (empresas).

Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui.

“Tão logo tivemos conhecimento da falha na ‘Retirada de Patrocínio’ suspendemos a funcionalidade que está no ar há 20 dias”, afirmou a empresa em nota enviada ao site da “Exame”. A BB Seguridade ainda comunicou que irá adotar medidas pontuais para corrigir os problemas encontrados, a fim de garantir sigilo total dos dados dos clientes.

A subsidiária do Banco do Brasil destacou que, ao menos, não houve prejuízo financeiro por parte dos clientes que tiveram seus dados vazados. Entretanto, outros dados foram vazados, como:

  • nome;
  • endereço;
  • CPF;
  • data de nascimento;
  • e-mail;
  • telefone;
  • tipo de plano;
  • CNPJ da empresa;
  • valor bruto disponível em conta.

A ‘retirada de patrocínio’ (encerramento do plano) contou com somente 400 acessos em 20 dias de disponibilidade no site. O objetivo era tornar mais fácil o pedido de resgate dos benefícios de um membro, em caso de morte do participante, já que a ordem é de isolamento social por conta do coronavírus.

Até nesse tipo de caso se faz necessária a apresentação de documentos como: atestado de óbito, documentos pessoais dos beneficiários e até decisões judiciais relacionadas ao conjunto de bens da pessoa falecida.

Veja também: Banco do Brasil (BBSA3) informa limitação do dividendo ao mínimo obrigatório

Em seu site, a BB Previdência informa que aplica “as melhores práticas de gestão e preza por manter os mais elevados níveis de prudência, sempre em consonância com a legislação vigente e normas internas, bem como os princípios de governança, segurança, solvência, liquidez e transparência”.

Banco do Brasil se posiciona sobre o assunto

Em vista do caso, o Banco do Brasil se posicionou sobre o assunto na noite desta quinta feira (7) e apontou as medidas que foram tomadas pela empresa. Veja o posicionamento na íntegra:

“A BB Previdência informa que suspendeu ontem, 6/05, a opção “Retirada de Patrocínio” tão logo teve conhecimento de falha na funcionalidade e já adotou medidas para corrigir os problemas identificados e garantir o perfeito sigilo dos dados de seus clientes.

A página foi criada no último dia 20/4, como parte do esforço para evitar que 122 ex funcionários de uma empresa que teve suas atividades recentemente encerradas precisassem se deslocar pessoalmente a um ponto físico de atendimento para definir pela melhor maneira de utilizar o saldo acumulado em seus planos de previdência e entregar os documentos requeridos.

Desde o lançamento, a transação exibiu dados de 106 clientes, incluídos nesse total os clientes que acessaram seus próprios dados, o que acreditamos ser a grande maioria.

A BB Previdência acrescenta que em nenhum momento foi possível realizar transferência de recursos para contas com CPF diferente do titular do plano de previdência.

A página não realiza nenhum tipo de processamento online. Os dados e documentos recebidos são posteriormente analisados por equipe de back office.

A BB Previdência é uma entidade de previdência fechada que integra o Conglomerado BB, possui independência administrativa e mantém site, sistemas e equipes de tecnologias próprios e independentes do Banco do Brasil.

A BB Previdência não tem nenhuma relação com outra empresa do Conglomerado Banco do Brasil, a Brasilprev.”

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião