Banrisul (BRSR6) comunica redução de participação acionária da Fidelity Investments

Banrisul (BRSR6) comunica redução de participação acionária da Fidelity Investments
O Banrisul (BRSR6) informou, na última quinta, que a Fidelity Investiments (FMR LLC) reduziu sua participação acionária no banco.

O Banrisul (BRSR6) informou, na noite da última quinta-feira (1), que a Fidelity Investments (FMR LLC) reduziu sua participação acionária na instituição financeira. A informação foi revelada por meio de um comunicado ao mercado.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

De acordo com o comunicado recebido pelo Banrisul, a Fidelity, fundo de investimento sediado em Boston, nos Estados Unidos, alientou o total de 249.300 ações preferenciais classe B de emissão do banco. Com isso, a participação consolidada foi para 9.964.196 papéis preferenciais classe B, equivalente a 4,91% do capital social.

“O objetivo da FMR LLC com a participação na companhia é o de um investimento passivo. Não temos o objetivo de alterar o controle acionário da companhia ou sua estrutura administrativa”, pontuou a Fidelity.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Basedo no fechamento do pregão na última quinta-feira, com as ações do Banrisul cotadas a R$ 11,90, o valor de mercado da instituição estatal sul-rio-grandense é de R$ 4,86 bilhões. Portanto, a participação acionária da Fidelity é equivalente a R$ 238,95 milhões.

Banrisul lucra R$ 119,8 milhões no segundo trimestre

Em meados de agosto, o Banrisul reportou um lucro líquido referente ao exercício no segundo trimestre deste ano de R$ 119,8 milhões, o equivalente a uma queda de 64,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Na mesma comparação, as receitas de serviços e tarifas bancária registraram baixa de 8,7%, para R$ 457,7 milhões. As despesas administrativas ajustadas, por sua vez, caíram 7,1%, a R$ 867,7 milhões.

A margem financeira da companhia ficou em R$ 1,299 bilhão entre os meses de abril e julho, com um recuo de 3,9% em comparação com o mesmo intervalo no ano passado. Ao mesmo tempo, a carteira de crédito do banco somou R$ 35,966 bilhões, uma alta de 5% na mesma relação anualizada.

As despesas com provisão para créditos de liquidação duvidosa, por sua vez, chegaram a R$ 484,2 milhões, um aumento de 64,5% na base anual. O Banrisul pontuou que seu índice de inadimplência saiu de 2,20% no segundo trimestre de 2019, para 3,54% no mesmo período deste ano.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião