Negócios

Banco Pan já possui demanda suficiente para seu follow-on, diz jornal

0

O Banco Pan (BPAN4) abriu o mercado nesta quinta-feira (19) possuindo demanda suficiente para concluir a sua oferta subsequente de ações (follow-on)

Segundo o jornal “Valor Econômico”, a demanda pela oferta do Banco Pan deve movimentar aproximadamente R$ 1 bilhão. No lote principal, serão vendidas 115 milhões de ações preferenciais (PN), metade em oferta primária e metade, secundária.

A operação recebeu ordens volumosas no final da tarde da última quarta-feira (18). A expectativa é que, de certa forma, a oferta do Banco Pan possa “substituir” o follow-on do Banco Banrisul, recebendo parte dos aportes que seriam direcionados ao banco estatal sul riograndense.

O Banrisul anunciou oficialmente nesta quinta-feira (19), através de um fato relevante, que a sua oferta subsequente de ações foi cancelada.

Saiba mais: Banrisul informa cancelamento de oferta subsequente de ações

A oferta subsequente tem dois objetivos:

  • Diminuir a participação da Caixa Econômica Federal no capital da empresa
  • Aumentar o free float

O intuito do Banco Pan é possibilitar o desinvestimento parcial do banco estatal.

No início do mês, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que a instituição bancária se preparava para retirar seu investimento no banco. “A participação da Caixa no Banco Pan não é estratégica”, afirmou o executivo na ocasião.

Além disso, a instituição financeira pretende aumentar o número de ações em livre circulação no mercado, exigência do Nível 1 de governança corporativa da B3.

A oferta será coordenada pelo BTG Pactual (BPAC11), seguida pela Caixa Econômica Federal, Morgan Stanley e do Banco Santander Brasil (SANB11).

Banco Pan tem resultados expressivos

No início de agosto, o banco divulgou o seu melhor resultado operacional na história. O lucro líquido da instituição financeira foi de R$ 117,7 milhões, alta de 179% em comparação com o mesmo período no ano anterior.

Além disso, o Banco Pan informou que ao longo do segundo trimestre, o banco gerou uma carteira de 4,6 milhões de clientes e capturou cerca de 113 mil novos clientes por mês.

Confira: Sem aplicativos do Google, Huawei investe em desenvolvedores de softwares

Nesta quinta-feira (19), por volta das 11h50, as ações preferenciais do Banco Pan apresentavam alta de 1,43%, sendo negociadas a R$ 9,24 na B3. Nos últimos 12 meses, o banco viu seus papéis valorizarem 458,90%.

Compartilhe a sua opinião

Jader Lazarini
Jader Lazarini escreve sobre mercado financeiro, política e economia para o portal de notícias da Suno Research. Anteriormente, trabalhou na Unidas. Estuda Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.