Banco Inter projeta criação de marketplace em seu aplicativo

Banco Inter projeta criação de marketplace em seu aplicativo
Banco Inter (BIDI4) retorna R$ 1 milhão a clientes por meio de cashback

O Banco Inter (BIDI11) anunciou nesta sexta-feira (16), uma movimentação a qual o fará deixar de ter apenas uma plataforma para uma instituição bancária. Com a ideia da inclusão do marketplace em seu negócio, Rodrigo Gouveia, ex-executivo do Facebook, foi contratado para liderar o projeto.

Gouveia, que ocupava o cargo de Global Client Partner na rede social norte-americana, atua há mais de 20 anos com comunicação e marketing. Passou por empresas dos setores automotivo, financeiro, varejo, indústria, telecomunicações e startups, como o Banco Inter.

Super App do Banco Inter

O termo Super App é atribuído a aplicativos multifuncionais que vem apresentando resultados positivos na China. Aqui no Brasil, o Rappi, que nasceu com o intuito de entregar “tudo”, já possui o pagamento com QR Code para progredir nessa direção, por exemplo.

Pelo marketplace do Banco Inter, será possível realizar compras em lojas de departamento, drogarias, turismo e eletrônicos, de acordo com a empresa. O banco ainda prevê um cashback para as compras feitas dentro da ferramenta, embora ainda não tenha divulgado os valores.

Em nota, Gouveia disse que “além dos serviços financeiros, estamos criando um one stop dentro do aplicativo da Conta Digital. A oferta será totalmente definida pelas necessidades dos nossos Clientes”.

Segundo a Occam Brasil, gestora de recursos e investimentos, o Banco Inter deve receber uma comissão entre 3% e 15% dos produtos e serviços comercializados dentro do ambiente que será construído.

“Em alguns casos, a compra será feita dentro do próprio aplicativo, sem a necessidade de ir para um ambiente externo”, afirma a gestora. Ainda segundo os analistas do fundo, essa facilidade resultará em dois pontos positivos para o banco e seus clientes.

O processo será mais sigiloso, ou seja, os dados do cartão e da conta já estão cadastrados no banco, que possui um padrão de excelência em segurança. Isso pode amenizar o número de fraudes. Mas também, o simples processo de compra e checkout ser dentro da mesma plataforma, diminui a possibilidade de inputs errôneos (dados já cadastrados), tornando a finalização da operação mais ágil.

Saiba mais: Banco Inter entrará na guerra das maquininhas

As units do Banco Inter apresentaram queda de -11,72% na última quinta-feira (15). Já as ações preferenciais (BIDI4), somente em 2019, acumulam o expressivo resultado de +229,69%.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião