Banco do Brasil (BBAS3) oferecerá R$ 3,7 bi em crédito com Pronampe

Banco do Brasil (BBAS3) oferecerá R$ 3,7 bi em crédito com Pronampe
Banco do Brasil (BBAS3) oferecerá R$ 3,7 bi em crédito com Pronampe

O Banco do Brasil (BBAS3; BBAS11; BBAS12) informou nessa quarta-feira (1) que oferecerá cerca de R$ 3,7 bilhões em empréstimos para micro e pequenas empresas, através do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, conhecido como Pronampe.

De acordo com o Banco do Brasil, aproximadamente 45 mil companhias se mostraram interessadas em obter o empréstimo até agora, ao passo que o banco já aprovou 1500 contratos.

Para contratar o crédito, as micro e pequenas empresas  precisam se cadastrar no site da Caixa, para que um gerente possa entrar em contato e oferecer o empréstimo.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro para trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Contudo, existem algumas regras para classificar quais companhias podem solicitar o crédito. Confira quem pode solicitar:

As empresas que se encaixarem nos requisitos, podem contratar um empréstimo de até 30% da receita bruta anual de 2019. Caso a empresa ainda não tenha completado um ano, o limite do crédito passa a ser de 50% do capital social ou 30% da média do seu faturamento mensal.

Vale destacar que os tomadores de empréstimo terão até 36 meses para pagar o empréstimo, sendo 8 meses de carência e o restante para pagar as parcelas.

Além disso os empréstimos do programa contam com uma taxa de juros anual igual a taxa básica de juros (Selic) mais a 1,25% ano ao.

Veja também: Banco do Brasil (BBAS3) adquire R$ 2,6 bi em carteiras do Banco Votorantim

Contudo, as empresas que contratarem o crédito não podem diminuir sua força de trabalho, assim é permitido que substituam funcionários ou até contratem mais, porém o número de funcionários não pode diminuir.

O Pronampe foi um programa criado pelo governo, mas os recursos são emprestados pelos bancos. Frente a isso, caso os tomadores de crédito não cumpram com as obrigações, o governo deve cobrir até 85% do prejuízo total das carteiras do programa.

Lucro do Banco do Brasil no 1T20

O BB obteve um  lucro líquido ajustado de R$ 3,395 bilhões no primeiro trimestre deste ano, uma queda de 20,1% em comparação com o mesmo período do ano passado. Nos primeiros três meses de 2019, o banco registrou um lucro de R$ 4,625 bilhões.

Veja também: Banco do Brasil (BBAS3): demanda por linha de crédito é menor do que esperado

O lucro líquido contábil do Banco do Brasil também apresentou uma queda, de 20%, somando R$ 3,205 bilhões. Ante o quarto trimestre de 2019, quando os ganhos contábeis foram de R$ 5,694 bilhões, a queda registrada é de 43,7%.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião