Negócios

Banco BMG chega a cair 18,45% na bolsa nesta sexta

0

O Banco BMG (BMGB4) opera com uma forte queda na B3 nesta sexta-feira (14). Os papéis da instituição financeira chegaram a registrar uma baixa de 18,45% na Bolsa de Valores de São Paulo. Dessa forma, cada título da empresa chegou a ser negociado a R$ 7,47 por volta das 11h39 desta manhã.

A queda dos papéis aconteceu após a divulgação dos resultados referentes ao quarto trimestre de 2019 e do acumulado do ano. O Banco BMG teve lucro, no período entre outubro e dezembro do ano passado, quatro vezes superior aos R$ 40 milhões registrados no mesmo intervalo de 2018. Com isso, o lucro líquido da empresa foi de R$ 163 milhões no quarto trimestre de 2019.

Resultado do BMG

O lucro líquido recorrente da instituição financeira foi de R$ 74 milhões entre outubro e dezembro, alta de 21,3% na comparação de base anual. No lucro acumulado de 2019, o BMG obteve ganhos de R$ 367 milhões. Em 2018, o valor foi de R$ 171 milhões.

O lucro no acumulado do ano recorrente foi de R$ 344 milhões, crescimento de 33,3% em relação a 2018.

A rentabilidade sobre patrimônio líquido (ROAE) passou de 6% para 20,7% no quarto trimestre de 2019. No ano, o ROAE chegou a 12,5% recorrente, ante 10,8% de 2018.

O patrimônio líquido ficou em R$ 4 milhões, alta de 52,2% em um ano. A margem financeira ajustada ao custo do crédito, em 2019, totalizou R$ 1,8 milhões, representando um crescimento de 21,7%, na comparação com o mesmo período no ano anterior.

A carteira de varejo atingiu R$ 9,6 milhões, alta de 22,9% nos últimos doze meses.

Cotação atual do Banco BMG

Por volta das 12h10 desta sexta, as ações do Banco BMG apresentavam variação negativa de 16%, cotadas a R$ 7,68. Os papéis da instituição fecharam o pregão da última quinta-feira (13) cotados a R$ 9,16, com variação negativa de 0,33%.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.