B2W (BTOW3) estuda aumento de capital de até R$ 3 bi por subscrição privada

B2W (BTOW3) estuda aumento de capital de até R$ 3 bi por subscrição privada
B2W (divulgação)

A B2W (BTOW3) comunicou ao mercado, nesta segunda-feira (6), que os seus administradores, junto a Lojas Americanas, estão analisando a possibilidade de realizar um aumento de capital por subscrição privada na companhia no valor de cerca de R$ 3 bilhões.

O comunicado diz que a Lojas Americanas (LAME4) pretende investir até esse valor citado acima, sem prejuízo do exercício do direito de preferência pelos demais acionistas da companhia.

A B2W também informou que este potencial aumento de capital é preliminar e, até o momento, não há definição sobre as condições gerais, incluindo preço por ação e data.

O aumento de capital tem como objetivo acelerar o crescimento, incluindo eventuais aquisições estratégicas, e otimizar a estrutura de capital da B2W. A companhia informou que manterá o mercado informado sobre quaisquer novos fatos ou deliberações a respeito do tema.

Veja também: Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui.

Controladora da B2W, a Lojas Americanas pode levantar R$ 7 bi em uma oferta de ações

De acordo com informações publicadas pelo veículo “Brazil Journal”, no último domingo (5), a Lojas Americanas (LAME4) realizará uma nova emissão de ações para levantar um montante de até R$ 7 bilhões.

A companhia, porém, não irá unificar suas duas classes de ativos e migrar para o Novo Mercado da bolsa de valores brasileira, conforme a publicação. A oferta será totalmente primária e incluirá emissão de ações ordinárias e ações preferenciais. A operação será acompanhada pelos controladores da Lojas Americanas Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Herrmann Telles.

Os executivos detém 40% do capital total da companhia, distribuídos em 61% das ações ordinárias e 29,4% das preferenciais. Os coordenadores da oferta serão:

  • BTG Pactual
  • Itaú
  • Merril Lynch
  • Goldman Sachs
  • Morgan Stanley
  • Bradesco Santander
  • Safra

De acordo com as informações do jornal, ainda não está claro o que a companhia pretende fazer com os recursos. A notícia publicada no último domingo diz que a oferta da Americanas poderia envolver investimentos na B2W, na carteira digital da companhia AME, em logística e na melhoria da estrutura de capital da empresa.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião