Avon terá mudança no comando da empresa no Brasil

Avon terá mudança no comando da empresa no Brasil
Avon afasta executiva após denúncia de trabalho escravo

José Vicente Marino, presidente da Avon Brasil, deixará o cargo ao final do mês de fevereiro. A informação foi dada pelo jornal “Valor Econômico” na última segunda-feira (27) e confirmada pela controladora da marca Avon, a Natura&Co. Marino ficou durante um ano e quatro meses no comando da empresa de cosméticos.

A Natura&Co deve anunciar o substituto para o cargo de Marino até a próxima sexta-feira (31). O atual presidente da Avon assumiu a empresa com a missão de resgatar a imagem da companhia e conseguir novamente obter lucros para a marca.

Como medidas a frente da marca, o executivo diminuiu descontos nos preços de alguns produtos, reduziu o portfólio e também cortou alguns funcionários da empresa. Durante o comando de Marino, o lucro operacional da Avon dobrou. O executivo realizou um acordo com a Rappi para acelerar prazos de entrega e também fez uma parceria com a loja Pernambucanas, colocando quiosques da Avon dentro das unidades da varejista.

Agora, um dos nomes que estão sendo especulados para o comando da Avon é o de Erasmo Toledo, diretor de venda direta da Natura. Além dele, Andrea Álvares, diretora executiva operacional de marketing, inovação e sustentabilidade; e Joselena Romero, vice-presidente de operações e logística também foram cotados por fontes do setor, de acordo com informações do jornal “Valor Econômico”.

Natura eleva meta de sinergias com Avon

A Natura &CO Holding (NTCO3) informou no início deste mês que revisou a estimativa de meta de sinergias resultantes da combinação de negócios entre Natura Cosméticos e Avon.

Veja também: Xerox apresenta alta no lucro líquido após descontinuar operações

De acordo com o comunicado da Natura, a projeção foi ajustada para cima e passou a ser estimada na faixa de US$ 200 milhões e US$ 300 milhões, (R$ 812 milhões – R$ 1.218 milhões).

A faixa anterior era de US$ 150 milhões a US$ 250 milhões conforme divulgado no fato relevante da controladora da Avon, no dia 22 de maio de 2019.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião