Apple ultrapassa a marca de US$ 2 trilhões em valor de mercado

Apple ultrapassa a marca de US$ 2 trilhões em valor de mercado
Apple se torna a primeira empresa dos EUA a atingir a marca de US$ 2 trilhões em valor de mercado.

A Apple (NASDAQ: AAPL) ultrapassou a marca de US$ 2 trilhões (R$ 11 trilhões) em valor de mercado na manhã desta quarta-feira (19). A empresa mais valiosa do S&P 500 se tornou a primeira companhia norte-americana a atingir tal marca na história.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

As ações da companhia fundada por Steve Jobs apresentavam uma alta de 1,2% nesta manhã, sendo negociadas a US$ 467,97. Desde o patamar mais baixo desde ano, registrado em 23 de março, em função dos temores pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os papéis da Apple mais do que dobraram — impulsionados pelos resultados melhores do que a expectativa, sobretudo no segundo trimestre.

Os investidores mostram-se confiantes com as empresas de tecnologia, as quais já são as maiores dos Estados Unidos. Diferentemente do que aconteceu na crise dos subprime, e menos ainda do observado na bolha da internet, no início do século, as companhias do setor se recuperaram rápido da crise.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Enquanto o S&P 500, que renovou sua máxima histórica na última terça-feira (18), já subiu 51,89% desde o ponto mais baixo de 2020, a Apple subiu 108%, a Amazon (NASDAQ: AMNZ) valorizou-se 96%, o Facebook (NASDAQ: FB) 83% e o Google (NASDAQ: GOOG) 48% e a Microsoft (NASDAQ: MSFT), 55%.

Ascensão da Apple e do setor de tecnologia

As cinco maiores empresas dos Estados Unidos representavam cerca de 25% do S&P 500 no fim de julho, em comparação a 12% há quatro anos. A ascensão do setor ajuda a ilustrar como o mercado continua a bater recordes, mesmo com a economia em corda bamba. O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos caiu 32% no segundo trimestre.

Nick Giacoumakis, do New England Investment & Retirement Group, em entrevista ao “The Wall Street Journal”, disse que “é incrível que empresas tão grandes ainda possam crescer tão rápido”. “Eu nunca subestimaria sua capacidade de inovar.”

Giacoumakis possui uma participação da Apple em seu portfólio, assim como o considerado maior investidor de todos os tempos, Warren Buffett. A Berkshire Hathaway detém aproximadamente US$ 115 bilhões investidos na gigante da tecnologia, com base em 245 milhões de ações sob sua posse.

Analistas atribuem o bom momento da Apple ao CEO que sucedeu Jobs, Tim Cook. Ele fez com que a empresa ampliasse seu mercado na China e intensificou os investimentos em negócios de serviços, como o Apple Music e o futuro Apple One. Sob a gestão dele, há cerca de dois anos, a empresa foi a primeira companhia estadunidense a atingir o valor de US$ 1 trilhão.

A Apple se tornou a maior empresa dos Estados Unidos em 2011, ultrapassando a Exxon Mobil poucos meses antes de Jobs morrer. Atualmente, o valor de mercado da companhia é 11 vezes maior do que a gigante petroleira.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião