Negócios

Apple possui interesse em investir no mercado de criptomoedas

0

A vice-presidente da Apple Pay, Jennifer Bailey, afirmou que a companhia possui interesse em investir em criptomoedas. A declaração ocorreu na última quinta-feira (5) durante um evento sobre pagamentos digitais em São Francisco, na Califórnia.

Bailey, que atua no sistema de pagamentos da Apple, declarou que a gigante da tecnologia já está observando o mercado das moedas virtuais. “Achamos que tem um potencial interessante a longo prazo”, afirmou a executiva.

No entanto, a vice-presidente do serviço de pagamentos não deu mais informações sobre uma possível criptomoeda da companhia.

Essa não é a primeira vez que a companhia demonstra interesse pelo setor de serviços financeiros. O objetivo dos novos investimentos é diversificar os negócios e obter novas fontes de receita.

Além da Apple, o Facebook e o Telegram já apresentaram planos de lançar uma moeda virtual.

Apple Pay

Além das criptmoedas, a vice-presidente falou também sobre o Apple Pay. Bailey ressaltou que o pagamento de gorjetas por meio do aplicativo ainda deve ser otimizado.

“Você vê em alguns pontos de venda bons recursos de gorjeta se você pagar com tecnologias virtuais, mas ainda assim, ainda é uma área em que precisamos trabalhar mais”, disse a executiva.

Quando questionada sobre a maior dificuldade da carteira virtual da companhia, Bailey falou sobre a substituição dos documentos de identificação.

“Nós vemos, pelo mundo, vários países começando a usar os dispositivos móveis para reproduzir passaportes. Portanto, não é algo que está tão distante, só não vai ser tão rápido quanto outras atividades que temos”, afirmou a Bailey.

Além disso, a vice-presidente afirmo que parte dos consumidores ainda possuem receio em fazer pagamentos por meio do celular. Como solução, Bailey declarou que a sociedade precisa de educação financeira.

Queda no lucro líquido

No segundo trimestre deste ano, a Apple registrou lucro líquido de US$ 10 bilhões. O resultado indica queda de 12,8% ante o mesmo período de 2018. Entre abril e junho de 2018, o montante foi de US$ 11,5 bilhões.

Saiba mais: Apple tem queda de 12,8% no lucro líquido do 2ºT19, mas soma US$ 10 bi

A redução foi ampliada pela queda e 12% nas vendas de Iphone. A queda das vendas do “carro-chefe” da companhia foi impulsionada pelo aumento da concorrência com outras empresas.

Além disso, as vendas na App Store, loja virtual da marca, aumentaram em 13%. No entanto, essa é a menor alta registrada pela Apple em um trimestre desde 2015.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Almeida
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.