Ânima (ANIM3) nega aprovação para realização de oferta pública de ações

Ânima (ANIM3) nega aprovação para realização de oferta pública de ações
A Ânima Educação esclareceu informações veiculadas pelo jornal "O Estado de São Paulo"

A Ânima Educação (ANIM3) comunicou nesta segunda-feira (26) que não houve qualquer aprovação societária para a realização de uma oferta pública de ações de emissão da companhia.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

O informe ocorre em função de uma notícia veiculada pelo jornal “O Estado de São Paulo”, sob o título “Ânima tem oferta de ações na mesa como estratégia para recompor caixa”, na qual é noticiado que a empresa teria colocado na mesa uma oferta de ações a ser realizada para ajudá-la a recompor seu caixa futuramente. De acordo com informações publicadas pelo veículo, a companhia teria proposto um aumento de capital dos atuais R$ 1,6 bilhão para R$ 4 bilhões e contratado os bancos que coordenariam a operação.

Nesse sentido, a empresa informou que, na última quinta-feira (22), “publicou edital de convocação de assembleia geral extraordinária para fins de recomposição do limite de seu capital autorizado. É possível que tais anúncios possam gerar interpretações do mercado tal qual a noticiada.”

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

“Não obstante, a companhia reitera não haver qualquer aprovação societária para a realização de uma oferta pública de ações de emissão da companhia”, salientou a Ânima, em comunicado.

A empresa ressaltou que está constantemente avaliando sua estrutura de capital, inclusive por meio da realização de operações no mercado de capitais, mas reforçou que não há, até o momento, até o momento qualquer aprovação societária para a realização de uma oferta de ações, “inclusive considerando a proposta para a aquisição dos ativos do Grupo Laureate no Brasil“.

Laureate quer vender operações para Ânima

No dia anterior à publicação do jornal, na quarta-feira (21), a Laureate informou que pretende encerrar o acordo de venda de suas operações no Brasil para a Ser Educacional (SEER3) e fechar a venda para a Ânima.

O grupo estrangeiro comunicou que vai entrar em uma disputa judicial com a Ser sobre o acordo firmado anteriormente com a empresa, ressaltando que pretende rescindir seu contrato “o mais rápido possível e entrar em um contrato vinculativo definitivo com a Ânima“.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião