Negócios

Ambev registra lucro de R$ 2,6 bi no terceiro trimestre; queda de 9,7%

0

A Ambev registrou lucro líquido de R$ 2,604 bilhões no terceiro trimestre de 2019, uma queda de 9,7% em comparação ao igual período do ano passado. A companhia informa que isso se deve ao fato das vendas no Brasil terem diminuído e os custos e despesas gerais, entre julho e setembro, terem aumentado.

Mesmo menor do que o do ano passado, o resultado ficou perto do que era esperado por especialistas. A receita líquida da Ambev no trimestre teve alta de 8,1% na comparação anual, para R$ 11,96 bilhões, enquanto os volumes cresceram 0,8% na mesma base comparativa, para 37,8 milhões de hectolitros. Dessa forma, a receita por hectolitro aumentou em 7,2%.

Veja também: Arezzo tem compra da Vans aprovada pelo Cade

O custo total de produtos chegou a R$ 5,23 bilhões, um avanço de 19,8% em comparação ao terceiro trimestre do ano passado. O valor foi influenciado, principalmente, por pressões inflacionárias na Argentina, taxa de câmbio e preços mais altos de commodities.

O Brasil é o segundo o maior mercado da AB InBev, controladora da Ambev. O País só perde para os Estados Unidos. Os volumes de venda por aqui diminuíram em aproximadamente 3% depois de reajuste de preços.

“Os desafios enfrentados no terceiro trimestre, alguns dos quais continuam no quarto trimestre, podem inibir nossa capacidade de acelerar o crescimento de Ebitda no Brasil este ano”, informou a Ambev em seu relatório sobre os resultados.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida) ajustado foi de R$ 4,41 bilhões, uma baixa de 4$ em comparação ao mesmo período do ano passado. Especialistas esperavam um Ebtida de R$ 4,863 bilhões.

As despesas financeiras da Ambev tiveram queda de 53,7% no trimestre compreendido entre julho e setembro, entretanto os gastos gerais aumentaram 6,8%. A Ambev foi fundada em 1999 e atua em 16 países nas Américas, contando com Argentina e Canadá.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.