Negócios

Amazon deve investir bilhões em projeto de internet banda larga, diz CEO

0

O presidente-executivo da Amazon, Jeff Bezos, afirmou que companhia estuda gastar bilhões de dólares na construção de uma rede de milhares de satélites para fornecer serviços de internet banda larga. As informações são da “Bloomberg”.

Em abril, a Amazon já havia adiantado que planejava levar internet de alta qualidade para partes mais remotas do globo. O Projeto Kuiper, como ficou intitulada a ideia, objetiva fornecer conexão de alta velocidade e baixa latência a países que não têm acesso básico à internet.

“Por definição, você acaba acessando pessoas que estão com pouca largura de banda […] Áreas rurais, áreas remotas. E acho que, no futuro, o acesso à banda larga será algo muito próximo de uma necessidade humana fundamental”, argumentou o CEO da Amazon.

Segundo Bezos, a iniciativa faz parte de uma série de apostas que a multinacional precisa continuar fazendo. Isto, pois, a ampla escala dos negócios geram rendimentos menos significativos. O CEO da empresa participou de conferência da Amazon em Las Vegas, na última sexta-feira (7).

O projeto é “um negócio muito bom para a empresa”, conforme Bezos. “São vários bilhões de dólares em capex. A Amazon é uma empresa grande o suficiente agora que precisamos fazer coisas que, se funcionarem, podem realmente causar impacto”.

Em documento enviado à União Internacional de Telecomunicações, a Amazon afirmou que pretende instalar 3.236 satélites de órbita baixa. Tais satélites seriam utilizados para transmitir conectividade de internet de banda larga em todo o mundo.

O Projeto Kuiper é independente da empresa de exploração espacial de Jeff Bezos, a Blue Origin.

Saiba mais – Amazon: ex-mulher de Bezos vai doar metade da fortuna para a caridade

Amazon utilizará robôs para empacotamento

A Amazon anunciou no mês passado que irá empregar robôs para empacotar pedidos. Segundo a agência “Reuters”, as máquinas serão produzidas pela CartonWarp.

Além disso, elas possuem autonomia para criar de 600 a 700 caixas por hora. O número é quatro a cinco vezes mais rápido que um funcionário humano. As máquinas custariam US$ 1 milhão cada. Porém, segundo a agência, a companhia poderia recuperar esse valor em um ano.

A utilização dos robôs pela Amazon seria capaz de substituir 24 funcionários por centro de distribuição, o que provocaria a demissão de 1.300 trabalhadores.

Compartilhe a sua opinião

Amanda Gushiken
Amanda Sayuri Gushiken escreve sobre finanças e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, trabalhou selecionando notícias da imprensa para clientes do mercado financeiro. Também desenvolveu pesquisa acadêmica pela Universidade Anhembi Morumbi na área de Teorias da Comunicação e é fotógrafa nas horas vagas.