Negócios

Ações registram alta e valor da Amazon se aproxima de US$ 1 trilhão

0

A empresa de comércio eletrônico, Amazon, teve alta nas ações nesta quinta-feira (11). A valorização da empresa está em sequência há sete dias consecutivos. Dessa forma, a marca está se aproximando a R$ 1 trilhão em valuation.

De acordo o fechamento da última quarta-feira (10) a empresa subiu para US$ 993 bilhões em valor de mercado. Por volta das 10h34, desta quinta, a bolsa de valores americana, Nasdaq, registrava alta nas ações da Amazon (AMZN) de 0,46% sendo cotada a US$ 2.026,52.

Conforme a agência de notícias “Bloomberg” a empresa de comércio eletrônico tem registrado alta desde maio deste ano, estima-se uma valorização de aproximadamente US$ 119 bilhões nesse período.

Amazon se torna marca mais valiosa do mundo

A Amazon superou o Google e a Apple devido a um ganho de 52% no valor de sua marca nos últimos 12 meses. Dessa forma, a gigante dos varejos se tornou a marca mais valiosa do mundo.

De acordo com a pesquisa da empresa Kantar, a Amazon atingiu um valor de US$ 315,5 bilhões. Desse modo, a Apple ficou em segundo lugar com um valor de US$ 309,53 bilhões e o Google ficou na terceira posição com US$ 309 bilhões.

Saiba Mais: Amazon faz 25 anos: relembre sua trajetória em 10 etapas

“As aquisições inteligentes que levaram a novos fluxos de receita, excelente prestação de serviços ao cliente e capacidade de se manter à frente de seus concorrentes, oferecendo um ecossistema diversificado de produtos e serviços, permitam que a Amazon acelerasse continuamente o crescimento do valor da sua marca”, disse a Kantar em um comunicado.

A empresa de comércio eletrônico está sempre inovando e fazendo novos investimento. No mês passado o fundador da empresa, Jeff Bezos, afirmou que estuda gastar bilhões de dólares na construção de uma rede de milhares de satélites para fornecer serviços de internet banda larga.

“Por definição, você acaba acessando pessoas que estão com pouca largura de banda […] Áreas rurais, áreas remotas. E acho que, no futuro, o acesso à banda larga será algo muito próximo de uma necessidade humana fundamental”, disse o fundador da Amazon.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.